3 maiores desafios de empreender no varejo

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

desafios do varejo

O varejo é um dos setores que mais oferece oportunidades para empreender, mas, ao mesmo tempo, é um dos que concentra o maior número de desafios. Quem está começando uma empresa sabe que é preciso colocar a mão na massa e fazer de tudo um pouco, desde a gestão até o atendimento no caixa.

Neste artigo vamos mostrar os 3 maiores desafios para quem já empreende ou ainda quer empreender no varejo. Se você se encaixa nesse perfil, sabe que as dificuldades são muitas, ainda mais na realidade brasileira. Entretanto, sempre é possível buscar soluções para vencer, mesmo em tempos de crise.

Carga tributária

Os noticiários estão sempre relembrando que a carga tributária brasileira é uma das mais altas do mundo. Por estar no final da cadeia produtiva, o varejo é um dos setores mais impactados nesse sentido.

No final de 2015, por exemplo, entrou em vigor a nova lei do ICMS, que obriga o recolhimento do imposto tanto no estado de origem quanto no estado de destino dos produtos. Ou seja, se você comercializa produtos de outros estados em seu estabelecimento, terá que tomar cuidado para não descumprir essa nova regra.

É por esse e outros exemplos que se torna fundamental ter um contador nas pequenas e médias empresas a fim de assessorar e cuidar dessas questões. Isso reduz drasticamente os riscos do empreendimento falir ou se tornar alvo de processos e multas.

Mão-de-obra

O segundo grande desafio do empreendedor que atua no varejo é encontrar a mão de obra ideal: qualificada, de confiança e com vontade de crescer junto com a empresa. Infelizmente, o turnover — saída e entrada de profissionais — acaba sendo muito alto na maioria das organizações, o que dificulta a construção de uma base sólida.

Uma solução para esse problema acaba sendo chamar parentes e pessoas mais próximas para trabalhar na empresa. Assim, o empreendedor sai ganhando em dois aspectos: a confiança na equipe que possui e a vontade do trabalhador de vestir a camisa, cooperando em todos os aspectos.

Por parte do empresário, também é importante mostrar as possibilidades de crescimento disponíveis para cada colaborador. Nas últimas décadas, criou-se a impressão de que os trabalhos no varejo são posições temporárias. Para mudar essa perspectiva, os gestores e lojistas devem mostrar que existem, de fato, chances de construir um futuro na empresa, ocupando cargos mais estratégicos ou mesmo de gerência.

Inflação

O chamado “fantasma da inflação” já é bem conhecido pelos empresários e consumidores brasileiros. Em 2015, o índice inflacionário fechou em 10,67%, bem acima da meta prevista pelo governo. E a pergunta que fica é: como se proteger dessa desvalorização do dinheiro?

Pela lógica do consumidor, sempre que a inflação sobe fica mais difícil pagar pelos mesmos produtos e serviços de antes. Continuar atendendo os seus clientes com muita dedicação ajuda, mas não faz milagres. É preciso cortar gastos para evitar repassar custos abusivos ao consumidor final.

Em meio a isso, fica clara a importância de acompanhar todas as movimentações financeiras, evitando os erros mais comuns no controle de caixa. Não basta, por exemplo, apenas vender mais: é preciso saber como essas vendas afetarão outros aspectos da empresa, como a tributação e a margem de lucro. Como mencionamos, esse controle pode ser facilitado se você contar com um software financeiro.

Esses são alguns dos principais desafios encontrados ao empreender no varejo. Sem dúvida, ao prestar atenção neles sua empresa terá muito mais condições de planejar uma expansão saudável. Afinal de contas, conhecimento e crescimento sempre andam lado a lado, ainda mais no mundo dos negócios.

E você, empreendedor, quais dificuldades tem encontrado no seu dia a dia? Compartilhe sua opinião. Conte para a gente nos comentários!

BANNERs_blog_GENERICO735x123

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn