5 dicas para controlar seu estoque com eficiência

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

estoque

Seja para a gestão do capital de giro ou para a gestão administrativa em geral, o controle de estoque é uma etapa fundamental para que sua empresa se desenvolva, tenha menos gastos e obtenha mais lucros. Controlar o estoque significa controlar adequadamente os produtos ou a matéria-prima que mantêm seu negócio em funcionamento.

Para ter um bom controle de estoque, a palavra-chave é equilíbrio. Confira a seguir 5 dicas de como administrar de forma correta este ponto na sua empresa.

Inventário

Inventariar o estoque consiste em listar e organizar todos os itens que o compõem. É a contagem dos produtos e deve ser feita por profissionais especializados. Os itens devem estar registrados em planilhas ou em um software específico (hoje em dia, as planilhas estão sendo substituídas por programas mais avançados de controle). Os itens devem ser separados conforme categorias e grupos, de modo a facilitar a identificação de cada um.

É possível validar a quantidade pelos relatórios de compra e venda. Por meio dessa contagem, será possível saber qual o valor investido que está sem movimento no estoque, bem como ter conhecimento de sua quebra de estoque atual. Essas informações o ajudarão na tomada de decisões e na adoção de medidas preventivas contra a perda de capital.

Padronização

Padronizar os itens é uma medida relacionada à organização que se mostra muito eficiente. Além de separados por categorias, grupos e subgrupos, os produtos devem conter um código exclusivo para evitar que sejam cadastrados mais de uma vez (um mesmo produto cadastrado com códigos diferentes vai comprometer o inventário, gerando falhas na apuração).

As prateleiras devem apresentar rótulos com descrições padronizadas dos itens e ser separadas por zonas específicas, facilitando a detecção de possíveis erros.

Rotinas de movimentação

O sistema de gestão do estoque deve estar baseado em uma rotina de movimentação dos itens. Ou seja, além de ter conhecimento sobre o volume de produtos disponível em um momento, o gestor deve controlá-los por meio de um protocolo que registre a saída e a entrada de cada mercadoria no estoque.

Trata-se do histórico de movimentações, que considera critérios como:

  • Sazonalidade do produto (sua demanda está restrita a determinados períodos);
  • Custo de compra para cada item que entra no estoque;
  • Período de armazenagem para cada item que sai do estoque;
  • Relatórios de oferta e demanda (registro dos produtos que são mais e menos procurados, bem como a disponibilidade deles).

Através desse controle, o gestor poderá fazer as compras quando for necessário, mantendo o estoque sempre em dia para satisfazer as necessidades do consumidor. Por outro lado, evitará compras antes do tempo que resultam em dinheiro parado, desperdício de produtos e impedem o investimento em outros negócios mais úteis. As rotinas de movimentação permitem que se faça o controle do nível de estoque.

Processo de conferência regular

O histórico de movimentações deve ser acompanhado por um processo periódico de conferência, realizado pelos próprios funcionários do almoxarifado. Trata-se do inventário rotativo, que permite a apuração de falhas e sua pronta correção, bem como a identificação das causas que as provocaram. O ideal é designar um funcionário para a conferência de um setor específico do estoque, de modo a evitar, identificar e corrigir erros na contagem.

Queima de estoque

Uma das formas mais eficazes de controlar o estoque é colocando os produtos encalhados para venda em liquidações estrategicamente programadas. É possível vender os produtos por preços mais acessíveis, que permitem ao empreendedor recuperar o investimento e liberar espaço para a armazenagem de novos itens.

O que você tem feito neste sentido na sua empresa? Comente abaixo, compartilhe suas experiências com outros empresários e troque ótimas ideias!

bannerSS_Blog_735x123_CE

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn