8 dicas para evitar a rotatividade na minha empresa

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

rotatividade

A alta competitividade do mercado fez com que o capital humano ganhasse ainda mais importância no mundo corporativo e as práticas relacionadas à gestão de pessoas têm sido adotadas e aprimoradas por boa parte das organizações, visando à manutenção do potencial intelectual de suas equipes. Políticas que colaborem para a atração e retenção de talentos, promoção do desenvolvimento dos profissionais e formação de equipes de alta performance são medidas essenciais à estratégia corporativa para assegurar bons resultados e o sucesso dos negócios.

Nesse cenário, a alta rotatividade de colaboradores pode ser muito negativa para a empresa e deve ser corretamente tratada. A rotatividade, ou turnover, causa despesas adicionais com os pagamentos relacionados à rescisão dos contratos de trabalho e os gastos com a realização de novos processos seletivos. É preciso considerar também a perda de mão de obra qualificada e um sério desgaste da imagem da empresa diante do mercado, pois a reputação de boa empregadora fica bastante danificada.

Conheça algumas dicas de como evitar a rotatividade na sua empresa e reduzir os impactos negativos:

1 – Invista na qualidade do processo de recrutamento e seleção

Um processo de seleção assertivo é o primeiro passo para evitar uma alta taxa de rotatividade, por isso, é essencial cuidar para que isso seja feito de forma padronizada e com as ferramentas adequadas. Uma etapa muito importante é a definição detalhada do perfil ideal, que deve considerar conhecimentos técnicos, experiências e competências comportamentais necessários à vaga, além de aspectos relacionados à cultura, missão e valores da empresa. Através desse perfil, o recrutador terá condições de identificar candidatos potenciais.

2 – Construa uma comunicação interna eficiente

Os profissionais devem ser atualizados e orientados constantemente. Informações sobre a empresa, mercado, concorrência e, em especial, sobre os desafios a serem superados precisam ser compartilhadas. Com essa iniciativa, é possível estabelecer uma relação de transparência e confiança entre empresa e colaboradores. Para tanto, linguagem e conteúdo, bem como os canais de comunicação, devem ser aprimorados. Vale a pena também utilizar os meios tradicionais, como reuniões, e-mails, newsletters e até o mural de avisos.

3 – Elabore um plano de carreira

A elaboração de um plano de carreira é fundamental para a gestão de qualquer empresa e deve incluir as competências, responsabilidades e exigências para cada cargo. Por meio desse plano, todos os colaboradores podem perceber como devem se preparar para conquistar o crescimento profissional.

4 – Defina políticas de remuneração e benefícios

As políticas de remuneração e benefícios têm grande importância na estratégia de atração e retenção de profissionais e, para tanto, devem estar alinhadas com as práticas do mercado. Nesse contexto, é necessário contar com um plano de cargos, salários e benefícios verdadeiramente interessante aos profissionais, além de utilizar a meritocracia para premiar colaboradores e equipes.

5 – Planeje o treinamento e o desenvolvimento dos profissionais

Treinamento e desenvolvimento são fundamentais para evitar rotatividade. É preciso analisar o perfil de cada colaborador, identificar talentos e fraquezas e elaborar um plano de desenvolvimento individual. Com isso, é possível construir times mais fortes e competentes.

6 – Ofereça oportunidades de crescimento

Oportunidades de crescimento profissional colaboram para o aumento dos níveis de satisfação interna, pois indicam a possibilidade de ascensão para todos os colaboradores, sempre baseada na meritocracia. Por isso, é interessante fazer uso de processos de recrutamento interno para vagas que exigem mais experiência.

7 – Fortaleça o clima organizacional

As pesquisas de clima organizacional são bastante úteis no sentido de identificar as causas das altas taxas de rotatividade, pois fornecem informações claras sobre vários aspectos, como ambiente de trabalho, integração das equipes, atuação do gestor, questões salariais, desenvolvimento profissional, espaço para participação e colaboração, reconhecimento e valorização, e acesso aos recursos necessários para a realização de tarefas. Assim, é possível avaliar se as práticas de gestão adotadas estão sendo efetivas ou precisam ser aprimoradas.

8 – Prepare a liderança para evitar rotatividade

Os líderes são responsáveis diretos pelos resultados e desempenho de suas equipes e, por isso, são essenciais para evitar a rotatividade. A identificação e preparação desses profissionais deve estar entre as prioridades da empresa. Um líder deve agir com maturidade, equilíbrio emocional, entusiasmo e engajamento, e também precisa dedicar tempo e atenção aos colaboradores, compartilhar conhecimentos e informações, ser imparcial, ético e liderar pelo exemplo.

Como anda a rotatividade na sua empresa? Compartilhe conosco suas dicas e experiências!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn