Benchmarking contábil: o que é e quais as suas vantagens?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Benchmarking contábil

Pode confessar: quando você ouve o depoimento de algum empresário de sucesso, fica muito curioso para saber exatamente o que ele fez para chegar onde chegou, certo? E quando esse gestor atua em uma empresa concorrente? Nessas horas, a curiosidade atinge um nível sem precedentes. Saiba, no entanto, que você não está sozinho. Muitos outros empresários de sucesso fariam de tudo para descobrir alguns segredos da concorrência e, para isso, apostam em uma estratégia que consegue deixá-los um pouquinho mais seguros.

Essa estratégia é o benchmarking. Mas o que é isso? Na verdade, o benchmarking contábil é um processo de comparação, no qual verificaremos quais são as práticas adotadas pelo mercado para que, dessa forma, possamos mudar as nossas próprias estratégias e convicções. É um instrumento de gestão valioso para qualquer organização e é muito comum vermos grandes empresas aplicarem essa estratégia diariamente.

Neste post vamos falar um pouco mais sobre o benchmarking e sua ligação com a contabilidade! Confira:

Benchmarking: funcionamento e vantagens

Ao contrário do que pode parecer em um primeiro momento, o benchmarking não é espionagem. É claro que, muitas vezes, nós usamos qualquer informação que conseguimos obter dos nossos concorrentes a nosso favor, mas a verdade é que o benchmarking é muito mais do que isso.

Normalmente, para estudarmos a concorrência fazemos uso de dados divulgados por eles mesmos, como tempo de atendimento, de entrega, produtos oferecidos, lucratividade mensal e anual (quando é divulgado), entre muitos outros. Todas essas informações são apuradas e comparadas com os dados obtidos internamente. Ao avaliarmos os dois cenários, podemos descobrir um pouco mais sobre o nosso próprio negócio e como ele se encontra diante do mercado.

No entanto, é importante lembrar que existem casos em que o benchmarking é feito de maneira colaborativa entre duas ou mais organizações. É o caso de empresas que realizam congressos, eventos ou treinamentos em conjunto. Em outras palavras, qualquer alternativa é válida para aprendermos mais com o próximo, o importante é não se esquecer de que o benchmarking contábil é um processo contínuo de aprendizado.

Fases do Benchmarking Contábil

Para o seu escritório contábil conseguir realizar um benchmarking efetivo, ele deve seguir algumas fases, que vão desde o planejamento até a realização de ações que efetivamente tragam resultados. Você pode seguir algumas etapas, conforme veremos a seguir:

Planejamento

Nessa fase, definiremos o que deve ser mudado e quais serão as informações que deveremos coletar. Podemos ter como objetivo, por exemplo, implementar estratégias de marketing com mais sucesso, buscando no mercado quais foram as iniciativas que realmente trouxeram o resultado esperado por nós. A ideia, portanto, é saber o que precisa ser aprimorado ou implementado.

Coleta de dados

Agora que sabemos exatamente o que pretendemos melhorar, é chegado o momento de buscar informações. Na era das redes sociais, é muito fácil conseguir informações públicas, principalmente quando nos referimos às ações de marketing, promoções, entre outras estratégias. Além disso, participar de eventos de contabilidade, como congressos e seminários, também é uma ótima forma para obter informações externas.

Análise de dados

Agora faremos um balanço das informações levantadas e da realidade do escritório. O que estamos fazendo e o que o mercado está fazendo? Qual opção é a mais viável para o meu escritório? Nessa hora, compararemos os dados obtidos com a realidade interna! É o benchmarking propriamente dito, uma vez que essa tática nada mais é do que uma análise comparativa.

Ações de melhoria

Enfim, tudo o que foi definido como prioridade na etapa do planejamento pode ser solucionado agora. Definiremos exatamente quais serão as medidas necessárias para melhorarmos o que precisávamos melhorar!

Contabilidade x Benchmarking Contábil

Ok, como isso tudo pode ser valioso para as empresas da área de contabilidade? Bom, antes de tudo é importante nos lembrarmos que a contabilidade vive constantes mudanças, que vão desde a legislação até as próprias tecnologias utilizadas para fazer a apuração das demonstrações contábeis.

Se combinarmos todos esses fatores e ainda considerarmos o constante movimento dos conselhos internacionais de contabilidade no sentido de uniformizar a área no mundo inteiro, podemos concluir que contar com um processo como o benchmarking contábil certamente poderá ajudar bastante na hora de nos adaptarmos.

Muitas empresas de contabilidade já costumam fazer o benchmarking por meio de congressos e outros eventos da área, algo muito comum. Essa é uma forma para descobrirmos o que outras organizações têm feito para contornar os inúmeros problemas fiscais no Brasil, por exemplo, e pode ser o start fundamental para que você mude completamente os paradigmas do seu atendimento!

E então? Pronto para se aproveitar do benchmarking contábil e melhorar os serviços prestados no seu escritório? Continue no nosso blog e fique por dentro de outras dicas!

Banca_sage_contadores_footer_01_2016

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn