Empreendedorismo/Gestão e Produtividade/Marketing/PMEs

Benchmarking: o que é e como fazer?

o que é benchmarking

A cada dia, novos conceitos surgem no universo corporativo e o benchmarking é um deles. Com o aumento da competitividade, os empresários, gestores e administradores buscam todo tipo de informação e estão sempre cogitando adotar estratégias e táticas que os coloquem à frente da concorrência. E se você está pensando em empreender, analisar a concorrência e encontrar as melhores práticas são duas atitudes fundamentais para o sucesso do seu empreendimento.

Dentro desse contexto, um dos termos que está chamando a atenção é o benchmarking. Ainda pouco compreendido, ele pode contribuir para que a sua empresa saiba se está sendo realmente eficiente em seus procedimentos, além de ajudar nas tomadas de decisões e definições de estratégias no momento de começar um negócio. Quer compreender melhor o que é benchmarking empresarial e descobrir como aplicá-lo em sua empresa? Então confira o post de hoje:

O que é Benchmarking?

O benchmarking empresarial nada mais é do que uma série de processos de investigação que as companhias adotam para analisar, sistematicamente, se seus processos estão competitivos e eficazes em relação à concorrência ou a outras empresas de sucesso, mesmo que de áreas diferentes. Adotá-lo não é copiar as outras empresas do seu setor, mas sim aprender com elas e encontrar as melhores práticas!

O processo precisa ser ininterrupto, visando sempre comparar as práticas corporativas, de preferência tendo como base os empreendimentos que estão obtendo sucesso ou que são líderes de mercado. Por meio do benchmarking empresarial, você vai identificar os melhores processos e então adequará os seus a essa realidade.

Benefícios do benchmarking empresarial

Os benefícios para quem se vale do benchmarking empresarial são imensos. Além de sintonizar sua empresa com as melhores práticas do setor, ele serve para instituir a cultura de “melhoramentos contínuos” dentro da sua organização. Isso profissionaliza os processos, acaba com o amadorismo e melhora a visão das metodologias, dando mais oportunidades para a evolução do negócio.

Ele também diminui consideravelmente o número de falhas, pois os erros serão minimizados quando as metodologias forem comparadas com as dos líderes de mercado. E, reduzindo os erros, obviamente, você reduz os custos e os prejuízos.

Como fazer o benchmarking empresarial?

Agora que você já sabe bem o que é benchmarking empresarial, é hora de aplicá-lo no seu negócio. Você pode começar internamente, adotando como ponto de referência os processos da sua própria empresa. O que está dando certo em determinado setor que pode ser replicado para outros para melhorar, por exemplo, a produtividade dos funcionários? Além disso, é importante estabelecer as melhores práticas uniformemente em todos os setores, equipes e unidades para que o resultado seja melhor. Somente depois é hora de partir para o exterior, observando os resultados dos principais concorrentes e de outras empresas que se destacam, adotando suas metodologias e acertos.

É preciso escolher sua referência, determinar os métodos de mensuração, coletar os dados, analisá-los, apresentá-los e então criar planos de melhoria e monitoramento dos novos procedimentos.

Confira este infográfico completo sobre benchmarking que preparamos para você entender melhor as etapas e começar já a implementá-lo na sua empresa:

Infográfico_série_melhor_da_gestão_1

Mais algumas dicas: que empresas serviram de inspiração na hora de montar o seu negócio? Quais atitudes chamam a sua atenção nas empresas que você costuma visitar no dia a dia? O que o leva a comprar de determinado estabelecimento? Qual diferencial lhe agrada em certo empreendimento? Por que aquela empresa alcançou o sucesso? Estas perguntas e suas respostas podem ajudá-lo a encontrar um caminho diferente e traçar suas estratégias com mais força.

Vale lembrar que o benchmarking empresarial, como todos os processos das empresas, envolve custos. Por isso, é importante ter ciência de que haverá gastos com visitas técnicas, dispêndio de tempo dos funcionários, custos com o desenvolvimento e manutenção de um banco de dados, entre outros. Também é indispensável ter um bom relacionamento com outras empresas, afinal, o dinamismo do mercado fez com que todas as melhores organizações adotassem o benchmarking e uma boa afinidade é a maneira mais simples de ter acesso a todas essas informações.

Compreendeu como essa estratégia pode ajudar consideravelmente a sua empresa a se destacar no mercado e melhorar seus processos? Se ainda ficou com alguma dúvida ou quer deixar sua opinião, deixe seu comentário aqui no blog!

BANNERs_blog_GENERICO735x123