CONTADORES/Gestão e Produtividade

Como elaborar um plano de carreira no meu escritório contábil?

como elaborar um plano de carreira?

A definição de práticas efetivas para atração e retenção de talentos está entre as prioridades de todas as empresas, considerando a importância do capital humano para o sucesso dos negócios. Porém, a retenção de bons profissionais depende também de uma gestão com foco em pessoas e resultados, estabelecendo políticas capazes de desenvolver e engajar todos os colaboradores.

Nesse sentido, oferecer reais oportunidades de crescimento passou a ser uma iniciativa básica, inclusive dentro dos escritórios de contabilidade. Mas para que essas políticas sejam verdadeiramente eficientes, é preciso tornar transparente os critérios utilizados para classificação de senioridade, aumentos salariais e promoções internas. Por isso, é fundamental elaborar um plano de carreira para reter talentos no escritório contábil, estimular o aprendizado e conquistar altos índices de motivação.

Conheça agora algumas dicas de como construir um plano de carreira interessante e reter talentos:

Definição da estrutura corporativa

O primeiro passo para elaborar um plano de carreira é desenhar a estrutura corporativa do escritório, considerando todos os cargos e subordinações. Esse mapa permite uma visão completa da empresa, de modo a evidenciar as possibilidades de ascensão profissional.

O plano de cargos e salários

Na sequência, é preciso detalhar cada cargo existente, incluindo formação acadêmica, conhecimentos específicos, experiência anterior, entregas obrigatórias e responsabilidades, construindo, assim, a descrição de função. E através desse detalhamento é possível estipular políticas salariais e de benefícios que valorizem a especialização e o know-how. É importante abranger todas as posições, como estagiários, auxiliares, analistas, gestores, executivos e diretores.

O ideal é realizar frequentes pesquisas de mercado para identificar as tendências e as melhores práticas de remuneração. Uma iniciativa interessante e que pode compensar, de certa forma, salários menos atrativos é formar uma carteira de benefícios diferenciada e aderente ao perfil dos colaboradores. Em alguns casos, o próprio profissional pode escolher os seus benefícios dentro de um portfólio predefinido pelo escritório.

O plano de carreira

O plano de carreira deve transparecer todas as competências necessárias para cada cargo, de modo que os profissionais possam compreender quais aspectos devem ser trabalhados, desde os técnicos até os comportamentais, para se candidatarem a novas oportunidades.

É importante também conhecer o perfil de todos os profissionais, de modo a perceber suas potencialidades e limitações e, assim, reconhecer os talentos e as lideranças. Com base nessas informações, é possível elaborar um plano de desenvolvimento individual, com a finalidade de preparar e capacitar esses colaboradores para assumirem outras tarefas. Esse processo de desenvolvimento personalizado é essencial para a estratégia de sucessão do escritório, garantindo a formação de profissionais competentes e alinhados às necessidades do escritório. Vale lembrar que esse é um dos principais benefícios de elaborar um plano de carreira.

Em paralelo à análise de perfil, é preciso realizar também o monitoramento de indicadores de performance, como metas alcançadas, prazos e nível de satisfação dos clientes. Além disso, a adoção de uma avaliação de desempenho formal e a utilização do feedback como ferramenta de gestão são medidas que fundamentam o plano de carreira dos profissionais.

A concorrência com as grandes empresas

É fato que pequenos e médios escritórios têm dificuldades de oferecer as mesmas condições que as grandes empresas, incluindo salários, benefícios e a possibilidade de incrementar o currículo. Porém, além de elaborar um plano de carreira, há outras variáveis a serem exploradas, como a chance de participação nas tomadas de decisões, autonomia, promoções ou até mesmo a possibilidade de transformar os profissionais potenciais em sócios do negócio. Além disso, fatores como proximidade do local de trabalho, qualidade de vida e uma gestão humanizada podem colaborar muito para reter talentos no escritório contábil!

Seu escritório já tem um plano de carreira, além de políticas de cargos e salários? Compartilhe conosco sua opinião sobre a importância de oportunidades de crescimento na retenção de bons profissionais!

blog_600x50_sage impact_11_2015