Como estimar os custos antes de abrir minha empresa?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

abrir minha empresa

Uma das grandes dificuldades de abrir uma empresa é saber determinar o investimento necessário e estimar os custos indispensáveis com os quais você terá de lidar. Não é difícil saber quais são eles, basta ter um planejamento bem detalhado.

E por que fazer essas estimativas? A resposta é simples: a princípio, todos os lucros da sua empresa serão necessariamente destinados a cobrir o capital investido no negócio. Ou seja: esqueça a ideia de que, logo de cara, você estará lucrando. Além disso, é importante criar uma base de custos e conseguir, de certa maneira, prever como sua empresa vai caminhar e crescer no futuro.

A maior fonte de informações que você pode ter está relacionada a esses gastos. Quanto mais você souber sobre suas receitas, despesas, lucros e faturamento, melhor saberá qual o desempenho da sua empresa e identificará as mudanças necessárias. Quer saber como fazer essa estimativa? Confira os fatores que devem ser levados em conta:

Processos burocráticos: jamais se esqueça deles

Esses são alguns dos detalhes mais importantes para o funcionamento da empresa, mas normalmente deixados de lado — e se você estiver agindo da mesma maneira, está fazendo errado! Antes de tudo, é preciso saber quais são os custos da abertura de CNPJ, registros, contrato social, inscrição estadual, impostos, alvarás, licenças, etc. Esses custos são flexíveis e dependem da legislação de cada região, por isso o ideal é consultar um contador para saber quais serão os seus.

Após aberta a empresa, ainda será preciso pagar outros impostos, taxas e serviços. Acredite: eles nunca deixam de existir. Por serem essenciais para a abertura e funcionamento do seu negócio, é preciso ter esses custos em mente desde o início do planejamento financeiro da empresa.

É muita coisa para digerir? Pense só que esses impostos podem sofrer alterações e você pode não ficar sabendo.

Gastos fixos: saiba determiná-los

Conta de luz e água, aluguel, telefonia e emissão de notas fiscais são gastos que necessariamente têm que ser pagos, esteja o negócio lucrando ou não. Desde o início, você deve estimar quanto da sua receita será destinado a essas despesas.

É preciso levar em conta que isso varia conforme o tipo de negócio, se é um e-commerce ou startup, por exemplo. No primeiro caso, muitos dos custos de infraestrutura, que são indispensáveis para uma loja física, acabam indo embora.

Nessa categoria, um fator importante que você não deve deixar de lado são os gastos relacionados a pessoal: além do salário e benefícios, diversos impostos trabalhistas são recolhidos mensalmente. Leve isso em conta na hora de estimar os custos, tal como a possível divisão dos lucros entre sócios, se existir mais de um.

Custos com produtos: o mais importante

Esse é, definitivamente, o fator mais importante do planejamento, o que determinará em grande parte o desempenho de sua empresa. Podemos incluir nessa categoria as negociações com fornecedores, logística, emissão de notas fiscais e, principalmente, o estoque.

Seu produto é único e também terá um custo único. Isso, entretanto, também pode variar se for e-commerce ou loja física. No primeiro caso, o estoque inicial deve representar 20% ou 30% da expectativa de venda, além de acompanhar o timing da empresa. Já no segundo, você também deve pensar no espaço físico, além de montá-lo conforme as finanças e fluxo da empresa. De qualquer maneira, é importante ter um pequeno estoque antes de começar qualquer novo negócio.

Apenas estimar os custos já ajudará você a ter uma área contábil impecável. E não se esqueça: tudo depende de seu tipo de empresa. Já entendeu por que o planejamento financeiro e contábil é indispensável antes de começar o seu negócio? Então, corra para tê-lo em mãos e abrir sua empresa sem preocupações.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Deixe seu comentário aqui no blog e conte para nós!

BANNERs_blog_GENERICO735x123

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn