6 dicas para quem pensa em abrir um escritório de contabilidade

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Muitos contadores sonham em empreender na área contábil, sua área de atuação. Mas para os empreendedores de primeira viagem, é importante refletir sobre o que levar em consideração e os passos necessários para inaugurar o seu escritório de contabilidade. Por isso, selecionamos algumas dicas para você ter algumas ideias.

Antes de mais nada, você precisa saber que é muito importante amar o seu trabalho. Um bom contador, além de cumprir com os prazos para evitar multas, sabe agregar valor aos seus clientes. E grande parte desse valor vem do estudo contínuo e atualização das leis e normas brasileiras de contabilidade, que precisam sempre serem seguidas de maneira firme e responsável.

Tendo essas premissas como base do seu novo escritório de contabilidade, vamos ver a seguir algumas dicas baseadas em quem teve sucesso nessa empreitada:

1. Tenha um plano de negócios

Um documento imprescindível para qualquer negócio de sucesso. Você provavelmente já está habituado ou habituada a aconselhar vários empresários a ter um planejamento quando está abrindo ou gerenciamento uma empresa. Isso também se aplica a você.

É necessário estudar o mercado, os concorrentes, fazer uma análise SWOT e definir quais serviços o seu escritório vai prestar, em que segmentos ele vai se especializar, o público-alvo que você vai trabalhar e, sobretudo, qual vai ser o diferencial que agregará valor ao negócio dos clientes.

O plano de negócios também tem outro objetivo: demonstrar a viabilidade do seu empreendimento. Quanto você gastará por mês só para mantê-lo em operação? Quantos clientes e de qual porte são necessários? Qual será o investimento inicial e em quantos meses você pretende realizar o ponto de equilíbrio (break even)? Quais documentos e licenças preciso para abrir um escritório de contabilidade?

São todas perguntas que precisam estar bem respondidas antes de você prosseguir. É claro que em muitos casos as projeções podem e provavelmente vão furar, mas é necessário um plano, uma lógica, pois só assim será possível tomar decisões rapidamente caso o seu trajeto precise ser realinhado.

2. Pense e defina a localização do seu escritório

Pode parecer algo básico demais, mas a localização de um escritório de contabilidade é muito importante e não só ao cliente. É claro que para ele você tem que estar num centro comercial e não em um shopping, não é verdade? Afinal, você tem que estar perto de onde o cliente trabalha.

Mas não é só disso que estamos falando. Considere que neste tipo de empreendimento você não se desloca apenas da sua casa para o trabalho e vice-versa, mas sim em visitas a órgãos como Junta Comercial, secretarias da Fazenda, delegacias da Receita Federal, cartórios etc.

Portanto, quanto menos tempo você perder se deslocando, melhor a sua produtividade. Encontrar o ponto ideal para colocar a sua bandeira exige estudo de localização e pesquisa de valores de aluguel.

É exatamente nesse ponto que o plano de negócios também ajuda, pois lá você terá dimensionado o tamanho do número de clientes que pretende atender e onde eles se encontram na cidade.

3. Prepare a infraestrutura

Se você já tem o local perfeito para abrir o seu negócio, é hora de instalar o seu escritório. Delimitar os equipamentos necessários e quantos funcionários você pretende ter para atender a demanda do segmento escolhido são muito importantes.

Você precisa prever uma pequena recepção, uma sala de reuniões fechadas, uma área para as impressoras (que são barulhentas) e um espaço de descanso para que os colaboradores possam conversar sem afetar quem está focado, pois contabilidade exige muita disciplina e concentração.

Além disso, é necessário se preocupar com aos aspectos de segurança exigidos pelas normas brasileiras. Você pode encontrar um checklist delas no site do Sebrae.

4. Monte uma equipe multidisciplinar

O sucesso do seu negócio depende dos profissionais que você vai contratar. Se você não tem orçamento para contratar todas as pessoas que gostaria, a dica aqui é escolher algumas e terceirizar o trabalho, permitindo que os seus colegas de escritório recebam responsabilidade para gerenciar o serviço.

Ter uma equipe enxuta e multidisciplinar não só é uma tendência, como realidade. É claro que você pode começar sozinho, como Microempreendedor Individual (MEI), pois o Cadastro Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) prevê a contabilidade como enquadramento.

Contudo, todos querem crescer, não é mesmo? Para tanto, você terá que criar um plano de carreira para seus novos funcionários, delegar tarefas e estipular prazos e metas de crescimento que possibilitarão todos a ganhar mais no futuro.

Outra dica importante, quando falamos de trabalho em equipe, é criar um fluxo e metodologia de trabalho. Cada empresa pode ter prazos diferentes, por isso organização vai ser a palavra-chave da operação do seu escritório. Muitos contadores utilizam sistemas informatizados online e na nuvem, como a Plataforma Sage, para centralizar todos os processos, reduzir custos e controlar a comunicação com os clientes.

5. Divulgue o seu negócio

O funil de vendas também se aplica ao escritório de contabilidade. É necessário prospectar clientes, gerar leads e transformá-los em histórias de sucesso. Por isso, você precisa se preocupar com o marketing também.

Para tanto, será necessário criar uma persona (o retrato fiel de um indivíduo que estaria dentro do seu público-alvo) e criar campanhas para promover o seu serviço direcionado a essas personas. Portanto, será necessário ter um orçamento ou reinvestir parte do faturamento para prospectar mais clientes.

Novamente, aqui o plano de negócios (viu como ele é importante?) também vai se auxiliar. Lembra que você definiu o perfil dos seus clientes? Pois é, baseado neles você pode decidir se fará campanhas offline (flyers, folders, panfletos etc.) ou se é possível captá-los digitalmente.

Se o caso for esse segundo, você pode utilizar várias ferramentas como o Google Adwords, Google Adsense, Facebook Ads e, principalmente, a rede social corporativa LinkedIn para aumentar a quantidade de pessoas no topo do funil.

Seja qual for a sua estratégia, é necessários empre demonstrar um diferencial competitivo para criar novos cases, ok?

6. Mantenha-se atualizado

Reveja o seu plano de negócios a cada trimestre ou um intervalo de tempo pré-definido para aparar e reordenar suas estratégias. Como o ramo da contabilidade sofre atualização constante das leis e normas, novas oportunidades surgem todos os dias e um bom posicionamento de mercado depende de estar atento a isso.

Você pode fazer uma adesão à Federação Nacional das Empresas e Serviços Contábeis (Fenacon) para se manter atualizado. Acompanhe também as movimentações do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e suas regionais. Além disso, aqui no blog Sage Negócios sempre trazemos as principais novidades do mundo contábil.

Preparado(a) para trilhar uma jornada repleta de desafios, mas com recompensas generosa para quem ama o que faz, é ético e se dedica? Conte conosco!

LEIA MAIS:

relacionamento-contabil-plataforma-sage

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn