Gestão de tempo: como priorizar minhas tarefas diárias?

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

gestão de tempo

É raro encontrar um profissional que não entenda a importância de se manter organizado e priorizar as tarefas diárias a fim de manter a produtividade. Mas, para muitos, colocar isso em prática é mais difícil do que parece. Pensando nisso, separamos alguns hábitos que atrapalham a gestão de tempo e algumas dicas de como corrigi-los. Acompanhe!

+ E-BOOK GRATUITO: Como a gestão financeira pode ajudar a sua empresa

Hábitos que atrapalham a boa gestão de tempo

A gestão de tempo não acontece por acaso, nem está totalmente fora do nosso controle, apesar do que possa parecer para alguns profissionais que enfrentam mais dificuldades com o assunto. Você está entre eles ? Então talvez esteja cometendo algum dos erros abaixo:

Falta de controle das tarefas

Uma das falhas mais comuns no que diz respeito à organização pessoal e gestão de tempo é o hábito de não se planejar com antecedência.

Infelizmente, muitos acabam “improvisando” na hora de decidir o que fazer primeiro. A dica aqui é simples: não deixe para decidir na última hora, crie listas de tarefas que o ajudarão a controlar e priorizar o que deve ser feito.

Só prestar atenção às tarefas urgentes

Um erro bastante comum é dar atenção somente a tarefas urgentes, que precisam ser feitas imediatamente. É natural que imprevistos aconteçam e isso está fora do controle mesmo das pessoas mais organizadas.

O problema é quando isso passa a ser rotineiro, pois muitas tarefas só se tornam urgentes porque não foram realizadas antes, quando havia tempo para isso. O ideal é separar as atividades mais importantes e se programar de acordo com o tempo disponível para concluí-las.

Ser irrealista na hora de se programar

Outro perigo é ser irrealista na hora de planejar suas atividades diárias. Em nome da produtividade, alguns acabam sendo ambiciosos demais e determinando para si um número muito alto de tarefas, algo que se torna praticamente impossível de atingir.

Uma programação realista, por outro lado, envolve menos tarefas e leva em conta até o tempo gasto com os possíveis imprevistos que mencionamos acima, bem como pequenos períodos de descanso.

Deixar de controlar o tempo perdido

Mesmo se esforçando para usar o tempo com sabedoria, em alguns momentos é possível ceder a distrações, especialmente buscando fugir do estresse. Nesses momentos, em vez de fingir que o desperdício não aconteceu, é produtivo registrar com o que aquele tempo foi “perdido”.

Esse registro será útil mais tarde, para identificar entre as distrações a que é mais complicada de resistir e tomar medidas práticas contra ela.

Usar a tecnologia sem equilíbrio

A tecnologia é uma grande aliada da gestão de tempo, desde que seja usada com equilíbrio. Enquanto, por um lado, existem muitas ferramentas úteis que ajudam a otimizar e até automatizar parte de nossas tarefas mais importantes, é preciso tomar cuidado com o excesso de e-mails, redes sociais e aplicativos de mensagens.

Sem dúvida, a gestão de tempo eficiente e proveitosa depende totalmente das decisões  —  pequenas e grandes  —  que tomamos no dia a dia e dos hábitos que formamos ao longo do tempo. Quanto mais organizada for a sua rotina, maiores as chances de você encontrar equilíbrio no trabalho e aumentar a produtividade.

E você, o que tem feito para melhorar a gestão de tempo e a produtividade no seu cotidiano? Deixe seu comentário!

BANNERs_blog_GENERICO735x123

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn