O que o contador deve ter em mãos para evitar multas na fiscalização dos clientes

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

 

fiscalização-contabilidade

As obrigações acessórias são declarações criadas pelo fisco (nas esferas federal, estadual e municipal) com o objetivo de controlar as informações das pessoas jurídicas na área contábil, fiscal e pessoal. As empresas são obrigadas a informar faturamento, tributos apurados e pagos, admissões, demissões, aquisição de mercadorias, serviços prestados, serviços tomados, etc. São várias as obrigações acessórias a serem informadas pelos contadores e elas precisam ser encaminhadas para os órgãos de forma correta e em tempo hábil para evitar problemas e multas da fiscalização ou por atraso na entrega das informações.

Na maioria dos casos, principalmente nas empresas de menor porte que não possuem departamento contábil interno (quando a contabilidade é exercida por contadores terceirizados), o contador é a pessoa responsável pela entrega dessas informações ao fisco. E para que isso ocorra é necessário que o empresário e o contador criem mecanismos de organização de forma que as informações sejam geradas em tempo hábil para serem entregues de forma correta. Veja o que você precisa ter em mãos para evitar as multas ao seu cliente:

As multas das obrigações acessórias

Quando a empresa entrega uma obrigação acessória fora do prazo, ela vai ser penalizada com uma multa pecuniária. As multas da fiscalização emitidas pelo fisco variam, calculados de acordo com a obrigação acessória com base no tempo de atraso, no valor dos impostos e até mesmo no número de informações erradas.

Por isso, é importante que você se prepare tanto de maneira técnica como também com recursos materiais para conseguir cumprir com as obrigações acessórias e evitar multas da fiscalização aos seus clientes.

Além disso, é importante trabalhar junto aos seus clientes de forma que toda a empresa se conscientize da importância da geração dessas informações em tempo hábil, e de forma correta, para que o trabalho seja executado de forma exata e não permita a ocorrência das multas.

A tecnologia e a contabilidade

Para evitar as multas da fiscalização por conta de problemas com as obrigações acessórias, os contadores e as empresas ganharam um forte aliado: a tecnologia. Com o desenvolvimento tecnológico, surgiram sistemas contábeis que te auxiliam a gerar a informação exigida pela obrigação acessória de forma correta e dentro do prazo.

O sistema Sage Gestão Contábil

O Sage Gestão Contábil consegue realizar o controle de toda a área contábil, fiscal (tributária) e pessoal (folha de pagamento) dos seus clientes, gerando todos os arquivos e obrigações acessórias a serem informadas ao fisco. O contador que utiliza um sistema contábil como SAGE Gestão Contábil tem agilidade e segurança, garantindo rentabilidade na prestação dos serviços.

Com o uso de um sistema de gestão contábil parametrizado de forma correta, o contador garante para os seus clientes mais segurança na prestação dos seus serviços e a certeza que não sofrerá com as multas da fiscalização.

Além disso, é importante que os empresários se conscientizem da importância da contabilidade e das informações geradas por este setor para o fisco, por isso, é de suma importância que a empresa gere informações de qualidade, então, é importante qualificar e treinar os funcionários do seu cliente — bem como a equipe do seu escritório contábil — de forma que não ocorram erros.

 

Tem alguma dica prática para ajudar seus clientes a evitar as multas de fiscalização? Compartilhe conosco!

 

ctas_sage7

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Um pensamento sobre “O que o contador deve ter em mãos para evitar multas na fiscalização dos clientes

  1. Pingback: O que o contador deve ter em mãos para evitar multas na fiscalização dos clientes - Jornal Contábil - 100% Contabilidade