Por que em toda reunião da Amazon sempre tem uma cadeira vazia?

Descubra qual é a razão para que esse costume seja adotado em uma das maiores empresas do mundo, que cresce a passos largos todos os anos.

Três, cinco, quinze pessoas. Não importa quantos estejam presentes em uma reunião realizada na Amazon, há sempre uma peculiaridade a ser observada: uma cadeira vazia na sala. Mas por que a Amazon tem reuniões com uma cadeira vazia todas as vezes? Existe uma explicação para isso?

Sim, existe. Trata-se de um simbolismo visual que tem como principal objetivo lembrar a todos os presentes a maior razão de eles estarem ali: os consumidores. Reconhecidamente uma das empresas com melhor qualidade de atendimento no mundo, não é de se espantar que eles tenham encontrado uma maneira de fazer com que os clientes se façam presentes.

O consumidor em primeiro lugar

Em entrevista à Inc, um colaborador da empresa, que preferiu se manter anônimo, falou sobre o assunto. “Um grande problema é que o consumidor não tem como estar em todas as reuniões que fazemos. Então, em cada reunião, nós reservamos um lugar para que ele possa se sentar”. Trata-se de uma maneira simbólica de lembrar aos presentes que as decisões a serem tomadas devem ter o cliente como o principal beneficiário.

Essa estratégia vai ao encontro do discurso de Jeff Bezos, CEO e fundador da empresa. “Nossa principal vantagem competitiva a longa prazo é a obsessão que temos em melhorar sempre a experiência do consumidor”, explica o executivo. Na prática, o discurso tem se provado verdadeiro, pois a grande maioria dos clientes se mostram satisfeitos com o atendimento que recebem.

Simbolismos são comuns no Vale do Silício

O Vale do Silício, nos Estados Unidos, é o lugar onde as empresas de tecnologia crescem e desenvolvem de maneira assustadoramente rápida. Cinco anos, por exemplo, é tempo mais do que suficiente para transformar uma pequena startup em uma sólida companhia avaliada em bilhões de dólares.

Um exemplo disso é o Facebook que, em pouco tempo de vida, se tornou uma das maiores companhias do mundo, superando até mesmo empresas estabelecidas há muitas décadas. Por lá, os elementos simbólicos que ajudam os seus colaboradores a se lembrar dessa trajetória também estão presentes.

Quem visita a sede da companhia em Menlo Park, na Califórnia, verá uma placa logo na entrada com o logo do Facebook. A curiosidade, no entanto, está na parte de trás da placa. Um olhar mais atento mostrará que o logo da Sun Microsystems está no verso e que se trata de uma placa reutilizada pela empresa. Existe uma explicação para isso.

A ideia foi de Mark Zuckerberg, o criador da rede social mais popular do planeta. O local onde está o campus do Facebook já foi no passado a sede da Sun Microsystems, que na época chegou a ser uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Hoje, no entanto, ela deixou de existir.

A placa foi colocada dessa forma justamente para que todos os colaboradores quando estão indo embora olhem para ela e se lembrem que até mesmo as grandes empresas podem um dia deixar de existir. Trata-se de uma forma simbólica de mostrar a todos a importância de planejar o futuro e viver um dia de cada vez – sem deixar se levar pela ideia que “por ser tão grande, nada de errado vai acontecer”.

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Comentários