Tempo livre: como a automatização pode liberar o potencial da sua empresa

Ninguém entra em um negócio para criar planilhas. Tarefas como faturamento, cobrança e contas a pagar e receber são males necessários – mas elas também consomem tempo, levando embora seu precioso tempo para atividades maiores e mais estratégicas. Todos nós gostaríamos de passar mais tempo nas partes do negócio que geram mais resultados e menos tempo na administração, se fosse possível. E agora, os avanços da automação e da inteligência artificial estão nos permitindo fazer exatamente isso, ou seja, aumentar produtividade com automação empresarial.

Impacto profundo

A automação e a inteligência artificial estão revolucionando muitas funções comerciais, e não apenas o departamento de TI. De acordo com a Tata Consultancy, 70% dos executivos pesquisados acreditam que, até 2020, a inteligência artificial terá um impacto ainda maior em departamentos como os de marketing, atendimento ao cliente, finanças e recursos humanos. Liberando esses setores das tarefas manuais do dia a dia, a inteligência artificial vai dar aos seus empregados mais tempo para centralizar e orientar os seus esforços.

Para entender como a automação pode transformar uma empresa, vamos observar uma função que pode consumir um tempo valioso dos funcionários: atendimento aos clientes. As tecnologias cognitivas já estão ajudando as empresas a automatizar seus processos de atendimento ao cliente. De acordo com um relatório da Tata Consultancy, os entrevistados utilizam a inteligência artificial para responder às consultas dos clientes (39%), para automatizar a distribuição de chamadas (48%), para identificar as necessidades de treinamento (36%) e até mesmo para orientar os agentes em serviço para resolver os problemas dos clientes (42%).

Ao tirar proveito dessas características eficientes, as empresas podem transformar a maneira como entregam valor aos consumidores. Quando os agentes não precisam se preocupar com tarefas rotineiras, como direcionar ligações para a pessoa certa ou criar cronogramas, eles ganham mais tempo para se envolver com os clientes e realmente focar em resolver os problemas. Isso fortalece a lealdade dos consumidores ao seu negócio.

Considere outro exemplo

O potencial impacto da automação e da inteligência artificial no departamento de finanças de uma empresa. Quando os líderes de finanças estão confiantes de que as tarefas administrativas estão sendo tratadas com precisão e eficácia de forma automatizada, eles não precisam mais gastar o precioso tempo do lado esquerdo do cérebro trabalhando em geração de faturas ou em relatórios de reconciliação, como aponta a empresa de consultoria Genpact.

Ao invés disso, os líderes ficam livres para focar nas tarefas do lado direito do cérebro, como o processo de tomada de decisão, estratégias inovadoras para o sucesso e avaliação de riscos para o negócio. Todas elas são mais prováveis de impactarem positivamente a sua empresa. Líderes usando ferramentas de inteligência artificial podem ainda buscar novos negócios e parcerias e ampliar o tamanho de potenciais novos mercados e consumidores.

Embora ninguém entre em um negócio para enviar e receber relatórios, é seguro afirmar que a maioria das pessoas quer ser “o herói” – ou seja, a pessoa que pode liderar iniciativas estratégicas, analisar por que um novo produto não está indo bem ou imaginar uma reviravolta para que ele funcione. Sem o peso do processamento e da administração, sua empresa pode abrir espaço para muitos “heróis”, que podem oferecer mais valor agregado ao seu negócio ao invés de apenas perderem tempo preenchendo planilhas.

Texto original produzido por Nicole Hardin para o blog Sage Advice

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Compartilhe: