Entenda como um bom clima organizacional vai gerar mais produtividade na sua empresa

Ambiente agradável e saudável resulta em pessoas mais motivadas e engajadas na busca por atingir os objetivos propostos pela companhia.

Pode até parecer óbvio que um bom clima organizacional gera mais produtividade nas empresas. Entretanto, muitas companhias insistem em não se esforçar para que isso seja possível e acabam criando ambientes hostis e pouco convidativos para os seus colaboradores.

Uma pesquisa realizada pelo site Love Mondays mostrou que os profissionais brasileiros, se comparados com os mexicanos e os argentinos, são os menos satisfeitos no trabalho. E se engana quem imagina que a remuneração seja o principal fator negativo. Pesam ainda na balança a falta de oportunidades de carreira, os baixos índices de qualidade de vida e a falta de benefícios.

Funcionários que não se sentem à vontade em um lugar, certamente serão menos produtivos do que aqueles que trabalham em um ambiente mais alegre. Muitas vezes, isso não tem relação apenas com uma remuneração maior. É possível ser mais feliz ganhando menos, mas mantendo a saúde do corpo e da mente em dia.

Por que você deve se preocupar com o bom clima organizacional?

São vários os fatores que podem contribuir para um melhor desempenho da sua empresa caso seja possível melhorar o ambiente da sua empresa. Ficar atento a cada um deles pode significar ter que passar por mudanças drásticas em termos de gestão, mas muitas vezes os problemas estão tão enraizados na cultura da empresa que não há outro jeito. Trabalhar em prol de melhorias do clima organizacional resulta em:

1. Redução da rotatividade

Um bom salário não é um fator determinante para manter as pessoas vinculadas a um emprego. Em certas profissões, mesmo em tempos de crise há um bom número de vagas no mercado, de forma que encontrar oportunidades em outros lugares não é tão difícil. Se o clima em sua organização estiver ruim, esse bom profissional, que sabe que tem mais opções fora dali, não vai pensar duas vezes antes de te deixar.

Por outro lado, aqueles que ficam por serem mais dependentes do salário, permanecem insatisfeitos e desmotivados. Isso se reflete diretamente na produtividade. Muitas vezes os colaboradores não deixam de fazer o trabalho que precisa ser feito, mas deixam de lado a ideia de em alguns momentos “fazer algo a mais”.

2. Redução de conflitos internos

Acordar em uma segunda-feira de manhã e ir para o trabalho sabendo que, em algum momento do dia, você vai ouvir uma bronca ou comentário desmotivador do seu superior é um dos piores tormentos pelos quais os empregados passam. Quando há algum tipo de conflito e não há resolução em vista, em geral o problema só se “resolve” com a saída de uma das partes.

Muitas vezes, a resolução é momentânea, pois a pessoa que torna o ambiente ruim permanece e mina os próximos colaboradores. Por isso, é importante que o seu RH consiga identificar quem são as pessoas que pesam para baixo na balança. Muitas vezes, a saída de alguns funcionários pode mudar para melhor o clima de muitas empresas.

3. Comunicação mais eficiente

Grande parte dos problemas organizacionais ocorre em função da má comunicação ou dos ruídos de informação. Se os funcionários não recebem diretrizes claras sobre o que estão fazendo ou por quais objetivos estão lutando, então passam a supor coisas e os boatos se espalham, criando histórias onde elas não existem.

Certificar-se de que a comunicação está sendo feita de forma objetiva ajuda a tornar o ambiente melhor. Quando tudo é feito às claras e de maneira que todos possam ter acesso às informações, a tendência é que o diálogo torne a troca de conhecimento muito mais saudável. As pessoas confiam naqueles que estão dispostos a confiar nelas.

4. Maior integração entre os setores

Há gestores que propositalmente acabam criando um clima de guerra entre vários setores, na expectativa de que um possa “lutar” para “vencer” o outro. No entanto, nessas circunstâncias o que acaba acontecendo é que a empresa se fragmenta e em vez de lutar por um objetivo comum acaba lutando internamente entre si.

Todos os seus esforços devem ser direcionados no sentido de unir e integrar as diversas áreas e processos de uma companhia. Quando os próprios colaboradores se sentem responsáveis pelas melhorias do clima na empresa eles se mostram mais engajados e comprometidos com os resultados. No final das contas, todos saem ganhando.

5. Valorização do profissional

Quando há um bom clima organizacional, a tendência é que os profissionais que trabalham na sua empresa se sintam mais valorizados. Para muitos, não se trata apenas de uma questão de salários mais altos ou de oportunidades de progressão na carreira. Claro, tudo isso tem o seu valor, mas o simples fato de estar em um ambiente no qual o trabalho flui com tranquilidade pesa na tomada de decisão.

Como já mencionamos acima, a redução de rotatividade na empresa encontra apoio nos pilares de valorização do profissional: quando ele se sente bem onde está, mesmo propostas com salários mais altos ou que ofereçam mais benefícios podem ser descartadas em prol do clima mais agradável. Por outro lado, o oposto também ocorre: há quem prefira sair para ganhar menos em outro lugar, desde que lá encontre um ambiente menos tóxico.

6. Redução de afastamentos por doenças

Quando há menos problemas no dia a dia, há também menos afastamento do trabalho por conta de doenças. O estresse é um dos grandes potencializadores dos mais diversos tipos de males, desde os resfriados, até gastrites, enxaquecas e dores musculares. Funcionários que trabalham em ambientes nos quais a pressão provoca esse tipo de sensação, em geral costumam adoecer mais.

Por essa razão, é importante observar quais são as condições de trabalho que a sua empresa oferece para os funcionários. Não basta apenas oferecer máquinas atualizadas e um mobiliário compatível com a prevenção das lesões por esforços repetitivos (LER) e às doenças relacionadas ao trabalho (DORT). É fundamental também que os seus colaboradores sejam tratados de uma forma mais humanizada e não apenas como peças de uma grande engrenagem.

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Comentários
Compartilhe: