Calendário de Restituição do Imposto de Renda 2018 (IRPF 2018)

Com o fim do prazo de entrega da Declaração Anual de Imposto de Renda, é hora de ficar de olho nos prazos para receber a restituição em 2018.

Passado o período de entrega da Declaração Anual de Imposto de Renda, é chegada a hora para muitos de ficar de olho no calendário de restituição do Imposto de Renda 2018. Como acontece todos os anos, a restituição é feita em lotes, mês a mês.

Para 2018, a previsão é que as restituições começam a ser pagas a partir do dia 15 de junho. Estão previstos sete lotes no total, sendo que o último deles deve ter o pagamento realizado no dia 17 de dezembro 2018. Confira abaixo qual é o calendário de restituição do Imposto de Renda para este ano.

Calendário de Restituição do Imposto de Renda (IRPF 2018)

  • 1º Lote – 15 de junho de 2018
  • 2º Lote – 16 de julho de 2018
  • 3º Lote – 15 de agosto de 2018
  • 4º Lote – 17 de setembro de 2018
  • 5º Lote – 15 de outubro de 2018
  • 6º Lote – 16 de novembro de 2018
  • 7º Lote – 17 de dezembro de 2018

Quem tem direito à restituição do Imposto de Renda?

Em linhas gerais, a Declaração de Imposto de Renda não serve apenas para que o Governo Federal possa arrecadar mais tributos. Aliás, seu nome oficial é Declaração de Ajuste Anual e esse termo não é empregado por acaso. Isso ocorre porque em muitos casos o contribuinte pagou mais impostos do que devia e, por essa razão, ele tem direito a ter uma parte restituída.

Casos que podem gerar restituição incluem contribuintes que pagam pensão alimentícia, aqueles que tiveram despesas médicas ou gastos com educação e aqueles que possuem dependentes. Dependendo do valor recebido ao longo do ano e dos valores de contribuição realizados, pode ser que você tenha se enquadrado na faixa dos que receberão a restituição.

Como é feita a restituição do Imposto de Renda?

No ato do preenchimento da declaração, você já ficou sabendo se teria direito ou não à restituição. Nos casos positivos, um campo é incluído no software para que você possa preencher o número da agência e da sua conta bancária para recebimento. Essa é a única forma de pagamento possível.

Caso aconteça algum problema na hora da restituição, por exemplo em decorrência de uma conta informada incorretamente, o dinheiro volta para a Receita Federal e você deve fazer uma retificação na sua declaração para recebê-lo. Portanto, se você já entregou a sua declaração e tem direito a restituição, é só esperar as datas.

Como é feita a distribuição dos lotes?

Para saber quando sairá a restituição do seu Imposto de Renda é preciso acessar a página da Receita Federal e inserir os seus dados. Enquanto a declaração estiver sendo processada não há como saber em qual lote ela será paga. Por isso, é preciso acessar a página todos os meses, checar como está o andamento e se não houve algum problema que fez você cair na malha fina.

O primeiro lote de restituição é dedicado a pessoas que têm prioridade no recebimento. Isso inclui idosos acima dos 65 anos, pessoas com deficiência e, uma novidade para 2018, professores. Eles entram na lista de prioridades desde que sua maior fonte de renda seja o magistério.

Depois, nos demais lotes, segue-se a ordem de entrega das declarações. Ou seja, quem entregou antes terá direito a receber a restituição primeiro. Quem deixou a entrega para os últimos dias, provavelmente receberá apenas nos últimos lotes, em novembro ou dezembro.

LEIA MAIS:

relacionamento-contabil-plataforma-sage

Comentários
Compartilhe: