Como aumentar o lucro da minha loja de roupas?

Confira algumas dicas para aumentar o volume de vendas e melhorar a gestão do seu negócio.

O Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria Têxtil, Confecção e Vestuário da FIESP estima que o mercado de moda deve crescer 3,1% ao ano até 2021. Para aqueles que se perguntam “como aumentar o lucro da minha loja de roupas”, notícias como essa são um indicador bastante positivo.

Se as perspectivas são boas, certamente o momento é o ideal para colocar em prática alguns itens do seu planejamento. É possível ganhar mais com a sua empresa, melhorando a gestão ou mesmo aumentando o volume de vendas. Nesse artigo, falaremos sobre algumas hipóteses que podem fazer com que os seus negócios decolem.

1. Invista em melhorias na decoração

O ambiente de um loja de roupas é fundamental para estimular os consumidores a comprarem os itens que você vende. Por essa razão, a decoração pode ser considerada um item vital para que os números de vendas melhorem. Meça o espaço físico que você tem e pense na personalidade da sua marca, ou seja, em qual é a mensagem que você deseja transmitir.

Se coloque no lugar do seu público-alvo e imagine quais são as experiências que ele gostaria de obter. Após definir quanto você pode gastar com decoração, defina também uma paleta de cores que combine com as sensações que você planeja transmitir.

A ambientação de uma loja de roupas passa ainda pela escolha das playlists musicais adequadas e também pela utilização de aromatizadores. Por fim, pense na disposição dos móveis e na forma como os itens de vestuário serão apresentados para os clientes.

2. Seja eficiente na gestão da sua loja

A utilização de softwares de gestão é outro aspecto fundamental para os lojistas que desejam aumentar a lucratividade dos seus estabelecimentos. Soluções como o Sage Start permitem integrar em um só lugar o controle financeiro empresarial, o controle de estoque e de vendas.

Além disso, o sistema permite ainda a emissão de notas fiscais eletrônicas e gestão do pontos de venda. Os valores de mensalidade são bastante acessíveis, mesmo para lojistas que mantém pequenos estabelecimentos. Além disso, o Sage Start é bastante intuitivo, podendo ser facilmente utilizado mesmo por aqueles que não têm tanta familiaridade com softwares do gênero.

O uso de soluções como essas fará com que você economize tempo, pois muitas ações repetitivas podem ser automatizadas. Dessa forma, você como gestor da loja pode concentrar mais os seus esforços em ações que impactem diretamente no aumento das vendas do que em elementos burocráticos.

3. Identifique o seu público-alvo

Quando um lojista inicia um negócio, obviamente o seu objetivo é vender para o maior número possível de pessoas. Entretanto, nem todos têm os mesmos interesses e quando se trata de roupas, falamos de um grande número de segmentações possíveis.

Uma loja que invista em moda jovem, por exemplo, terá mais dificuldade de atrair pessoas de terceira idade, e vice-versa. Por conta disso, é preciso ter em mente de forma clara qual é o perfil do seu consumidor, antes mesmo de começar a fazer os primeiros pedidos.

As roupas compradas devem ser adequadas para o público-alvo, tanto em termos de características quanto em termos de preço. Lojas que queiram vender roupas de grife, por exemplo, precisam se certificar se a localização do estabelecimento é a mais adequada e se a comunicação atinge de forma eficiente o público-alvo daquela região.

4. Invista em treinamento para os seus colaboradores

Como fazer com que os seus colaboradores convertam mais vendas? É simples. Eles precisam compreender melhor os anseios do público que o visita e, além disso, devem conhecer mais a fundo os seus produtos. Some a isso, o uso de técnicas de venda e persuasão e o resultado será um aumento no volume de negócios fechados.

Para conseguir bons números em vendas nas lojas físicas, não há outra maneira que não seja contar com profissionais capacitados para tirar todas as dúvidas dos consumidores. Você pode até encontrar vendedores mais experientes no mercado, mas mesmo eles precisam receber treinamento constante.

5. Divulgue os produtos em canais assertivos

Quais são os canais que você utiliza para divulgar a sua loja? Não se esqueça que, primeiramente, é preciso conhecer o perfil do seu público-alvo para, a partir disso, descobrir quais são os canais de comunicação que eles mais utilizam. É grande, por exemplo, o número de lojistas que investem alto em mídia exterior, como outdoors, e não se dão conta que eles podem causar um impacto menor no público mais jovem.

Mesmo quando se trata de divulgação via redes sociais e grande portais de notícia, ainda assim é preciso saber se os seus consumidores em potencial de fato utilizam esses meios. Por exemplo, o Instagram hoje é uma das redes sociais mais utilizadas pelo público jovem, especialmente para ver fotos de roupas.

Contudo, se o seu foco é um público mais velho, certamente há outras redes sociais que podem trazer mais retorno. O que queremos dizer com isso é que cada caso deve ser analisado individualmente. Consulte especialistas em marketing para tomar as decisões mais assertivas.

6. Busque integração entre loja física e virtual

A sua empresa já comercializa produtos online? Se a resposta for negativa, saiba que essa é uma das grandes tendências para os próximos anos. O volume de compras online não para de crescer no Brasil e se você possui uma loja física pode considerar manter as duas operações em paralelo.

Uma das vantagens é a possibilidade de utilizar o seu espaço físico como um local onde o cliente pode retirar as mercadorias. Há uma grande tendência entre lojas que operam no mundo virtual e no mundo físico de que os espaços se transformem em grandes mostruários.

Com isso, o consumidor tende a usar as lojas físicas como um espaço de descoberta, validando a compra posteriormente via internet. Essa integração pode garantir vendas extras tanto online quanto presencialmente, no momento da retirada dos itens.

LEIA MAIS:

Software de gest„o empresarial

Compartilhe: