Como construir experiências para os funcionários aumentarem a produtividade?

Descubra o que uma excelente experiência de força de trabalho significa para os funcionários e como você pode usá-la para aumentar a produtividade.

Você já reparou que quando alguns funcionários voltam de férias eles, de alguma forma, têm uma mola nos pés, uma perspectiva pós-férias no trabalho e, às vezes, um sentido renovado de propósito, levando a um aumento na produtividade? E como construir experiências para eles que gerem produtividade?

Imagine se você pudesse “equipar” isso e esse sentimento se tornasse norma para toda a sua força de trabalho. Mais de um terço dos funcionários admitiram que são produtivos por menos de 30 horas por semana, em um estudo recente que realizamos com mais de 3,5 mil funcionários. Isso é um dia inteiro a cada semana em que eles estão trabalhando, mas não estão trabalhando. No geral, a baixa produtividade está custando US$ 450 a US$ 550 bilhões por ano no mercado norte-americano, por exemplo.

A resposta, nossa pesquisa descobriu, está nas experiências positivas da força de trabalho

Ao menos 78% dos funcionários disseram que isso é importante para eles, algo que salta para 92% entre as gerações mais jovens — um grupo demográfico que representará 50% da força de trabalho até 2020. Por exemplo, um aspecto vital da criação de ótimas experiências de funcionários foi considerado importante para impressionantes 81% dos funcionários. Outro era importante para apenas 5% dos trabalhadores — mas não era o que os empregadores esperavam.

Dois terços dos funcionários escolheram outra coisa comum que é praticamente gratuita para as empresas executarem; e havia um número esmagador de entrevistados cujas respostas diziam muito sobre a seriedade com que as empresas e as equipes de RH e pessoas lidam com isso.

Desde o estudante do Ensino Médio que está entrando em seu primeiro emprego, até o superexperiente baby boomer, pela primeira vez há cinco gerações distintas no local de trabalho. Alguns funcionários são motivados por dinheiro. Outros querem um ótimo equilíbrio entre vida pessoal e profissional. As necessidades podem ser diferentes para alguém que acabou de se mudar para Nova York, contra alguém que quer começar a se estabelecer.

Um terço dos entrevistados viu o papel da equipe de RH na empresa em que trabalham como o de responsáveis pela criação de experiências positivas no trabalho. Então, é preciso que as equipes de RH liderem essa transformação cultural na adaptação de excelentes experiências para os seus funcionários, seja lá quais forem essas experiências.

Por quê? Porque isso é importante. Em última análise, quanto melhor for a experiência de um funcionário no trabalho, mais engajados eles estarão, mais produtivos eles poderão ser e mais benefícios eles trarão para os negócios. Economicamente faz sentido — além de ser a coisa certa a se fazer pelos seus funcionários.

Texto originalmente escrito por Kate Fletcher para o blog Sage People

LEIA MAIS:

Comentários
Compartilhe: