Como definir metas SMART para a empresa

Descubra como funciona essa técnica e saiba como tirar vantagem dela para definir estratégias de negócio para a sua companhia.

Entre os muitos conceitos de administração que existem no mundo dos negócios, uma das ideias que mais têm sido difundidas nos últimos anos é o conceito de metas SMART. Ainda que muitos entendam o que ele significa, ainda há quem se pergunte como definir metas SMART.

Conceitualmente, é simples; na prática, porém, administradores e líderes menos experientes ainda têm dificuldades em colocar em prática essa ideia nos negócios em que atuam. Por essa razão, preparamos um artigo especial para explicar o que são as metas SMART e como você pode tirar proveito delas na sua empresa.

O que são metas SMART?

A palavra “smart”, em inglês, significa algo como “esperto” ou “inteligente”. Utilizando-se as letras que compõem a palavra, estabeleceu-se cinco conceitos que podem auxiliar no estabelecimento de metas em uma empresa. São eles:

  • S de “specific”- específico;
  • M de “measurable”- mensurável;
  • A de “achievable” – alcançável;
  • R de “relevant”- relevante;
  • T de “time” – tempo.

Em outras palavras, o conceito de metas SMART diz que as metas estipuladas por uma empresa ou por quem quer que seja devem seguir esses cinco princípios básicos. Os objetivos, portanto, devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, e relevantes, e precisam ser atingidos em um tempo específico.

A ideia é que esses princípios funcionem como norteadores na hora de estabelecer metas, evitando que as empresas incorram em erros oriundos de proposições inadequadas para a realidade do negócio. É comum, por exemplo, vermos colaboradores reclamarem de metas propostas pelos gestores que são inalcançáveis, irrelevantes e subjetivas.

Por dentro das metas SMART

Agora que você já conhece qual é a ideia central do conceito de metas SMART, vamos mais a fundo para entender como cada um dos cinco pilares é capaz de trazer melhorias para o seu negócio. Antes de definir com a sua equipe as metas para os ciclos seguintes, pergunte-se: o que estou propondo vai ao encontro desses requisitos?

1. Seja específico

Uma meta bem definida é aquela que é precisa em sua descrição. Se você diz: “eu quero que a empresa cresça”, por exemplo, está sendo vago e subjetivo, pois o que é crescimento para uns pode não ser para outros. Sem saber ao certo onde você quer chegar, é bem provável os colaboradores sigam direções opostas ao longo da jornada.

A especificidade, portanto, é o primeiro item a ser observado. Você pode dizer: “meu objetivo é fazer com que a empresa aumenta as vendas em 20% em 6 meses”. Note que, com esse resultado, é possível que a sua empresa cresça, mas o fato de você saber que a ideia é aumentar o volume de vendas já dá indícios que é nesse campo que você deve adotar algumas estratégias.

2. Mensure os resultados

Como uma empresa sabe se a estratégia que ela propôs está dando certo ou não? É pela mensuração dos resultados. Quando uma companhia diz que quer apenas “melhorar”, está sendo vaga e imprecisa, pois está condicionando a evolução a uma avaliação subjetiva e passível de erros de interpretação.

É preciso, portanto, estabelecer metodologias que permitam avaliar de forma quantitativa ou qualitativa se o desempenho está evoluindo ou não. Caso contrário, o risco que se corre é de ver boas ideias sendo desperdiçadas logo após colocadas em práticas. Tenha parâmetros para saber se vale a pena seguir em frente ou se é preciso mudar de estratégia.

3. Estabeleça metas viáveis

Esse é outro problema recorrente que ocorre quando os gestores não ouvem seus colaboradores. Estabelecer metas irreais, na expectativa de que os funcionários se desdobrem para atingi-las, costuma ter o efeito contrário: como sabem que não é possível chegar lá, desistem no meio do caminho.

Os líderes da empresa devem ter uma noção clara de qual é a capacidade produtiva de um negócio. Obviamente, todos querem vender mais e aumentar seus lucros, mas será que é possível fazer isso com a capacidade operacional existente? É como querer que um carro popular ande a 400 km/h em uma pista: simplesmente não vai acontecer – e há grandes chances de que o motor estoure no caminho.

4. Faça um esforço por algo relevante

Aumentar o número de pessoas que visita a sua loja significa, necessariamente, aumentar o volume de vendas? Nem sempre. Se você estiver atraindo um público que não tem interesse em comprar os seus produtos, esse fluxo maior de visitantes não se converterá em mais vendas. Portanto, será que é relevante simplesmente aumentar o número de visitas?

Na prática, a resposta é não, se você estiver pensando em aumentar a lucratividade ou a receita. Portanto, antes de estabelecer uma meta, questione se ela é relevante para os propósitos da empresa. Lembre-se: a falta de especificidade é uma das causas do estabelecimento de metas irrelevantes. Esses dois conceitos devem andar sempre juntos.

5. Estabeleça um prazo para que as coisas aconteçam

Por fim, uma vez que os quatro itens acima tenham sido respeitados, entra em cena outro componente fundamental: o prazo. Em quanto tempo você espera que o volume de vendas da empresa aumente? Um mês, dois meses, seis meses, um ano? O período a ser estabelecido é por sua conta, mas ele deve ser informado a todos os participantes do processo.

Quando um tempo não é estabelecido para que as ações se concretizem, a tendência é que as ações não sejam tratadas como prioridades. Muitos colaboradores podem tender a “ir levando a situação adiante”, até que sejam cobrados. Por outro lado, quando há um prazo bem delineado, todos trabalham para que haja resultados a serem mostrados na data-limite.

As metas da sua empresa são SMART?

Agora que você já sabe quais são os conceitos que devem ser levados em consideração na avaliação de metas SMART, observe as metas da sua companhia e pergunte-se: elas atendem aos cinco quesitos propostos? Se a resposta for não para alguns deles, reveja o seu planejamento e procure adequá-lo a essa realidade.

As chances de que você seja bem sucedido no que quer que seja aumentam à medida que você consegue focar em objetivos claros, relevantes e mensuráveis.

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Compartilhe: