5 passos para encontrar o mentor de negócios correto

Especialista em pequenas empresas e autor, Barry Moltz compartilha o que você deveria considerar quando for escolher um mentor de negócios.

Por trás de todo proprietário bem-sucedido existe um mentor, certo ou errado? Todo mundo precisa de um mentor para conversar de alguma maneira. Particularmente quando você está tentando fazer um negócio crescer. Um mentor pode te dar uma perspectiva adicional e um retorno sobre as decisões que precisam ser tomadas. E como encontrar o mentor de negócios correto?

Para encontrar o mentor certo, você precisa fazer a si mesmo cinco questões, começando por :

1. O que eu não sei?

Isso é muito difícil de admitir uma vez que se espera que todo proprietário de um pequeno negócio esteja apto a fazer tudo. Avalie quais são as suas melhores habilidades e descubra onde você precisa de ajuda. É quase impossível descobrir isso estando dentro da empresa. Peça a antigos empregados e gerentes para que façam uma avaliação anônima.

2. Como eu aprendo melhor?

As pessoas aprendem de várias formas: lendo, ouvindo e assistindo. Alguns gostam de ler um livro sobre como ganhar novas habilidades. Outros gostam do contato frente a frente com um professor. E outros querem uma nova habilidade adquirida do jeito antigo, na sala de aula.

O proprietário de um negócio precisa encontrar um mentor que possa ensiná-lo do jeito mais fácil para que ele aprenda. Isso é a base de uma colaboração efetiva. Fazer uma avaliação pessoal como o teste Meyers Briggs pode ser uma boa maneira de começar.

3. Como eu confio?

A maioria dos proprietários de pequenos negócios não confiam livremente. Como geralmente alguém ganha a sua confiança? É o resultado de uma experiência, uma referência ou por meio de interações pessoais? Se você não acredita no mentor, então qualquer conselho que ele der será ignorado ou marginalizado.

4. Eu vou pagar o meu mentor?

Alguns proprietários de pequenos negócios acreditam que eles só terão um conselho imparcial se eles não pagarem os mentores. Eles acreditam que qualquer um pago para ajudar vai dar a eles apenas a informação que eles querem ouvir. O fator-chave é criar um ambiente em que o mentor possa estar focado nos problemas e não tenha medo se ouvir que “está demitido”.

5. Finalmente, a habilidade de ouvir: “Eu realmente ouço”?

Uma das características dos líderes das grandes empresas é a habilidade de ouvir os outros. Isso não significa apenas dar ouvidos ao seu mentor, mas descobrir realmente como a opinião dele se enquadra e influencia decisões importantes. Você não precisa agir da forma como aconselhado, mas você precisa ouvir o que ele tem a dizer. As pessoas não querem ser mentores de pessoas que são sensíveis a críticas e que ficam presos em seus caminhos. Argumentar quando o feedback é dado é uma das grandes bandeiras vermelhas que fazem com que qualquer mentor se sinta incapaz de fazer a diferença.

Aprenda com o mestre. Eu estive com dois mentores ao longo dos últimos 15 anos. Primeiro, Rick Mazursky, que é o CEO bem-sucedido de produtos de consumo. Ele sempre me dava a perspectiva do que eu estava perdendo. O meu atual é Rieva Lesonsky, com quem acabei de escrever um livro chamado Small Business Hacks. Ela sempre me ajuda a determinar a coisa “certa” a se fazer.

Texto original escrito por Barry Moltz para o blog Sage Advice

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Comentários
Compartilhe: