Vai fazer campanha de marketing? Cuidado: 5 sinais que um perfil não é um influenciador na internet

Fique de olho nessas dicas para não acabar sendo enganado por números inflados e que vão trazer poucos resultados para o seu negócio.

O uso das redes sociais como ferramenta de divulgação e marketing para as empresas é hoje uma realidade. Em praticamente todos os segmentos de mercado, sempre há um meio de usar serviços como o Facebook, o Twitter ou o Instagram para se manter mais próximo dos consumidores. Porém, saber como escolher um influenciador na internet pode fazer toda a diferença na sua estratégia de divulgação.

Não basta apenas ter muitos seguidores: é preciso observar quem são esses seguidores, o quanto eles interagem com o influenciador e qual é a linguagem adotada pela celebridade em questão. A oferta de influenciadores digitais cresceu muito, mas não são todos que são capazes de entregar os resultados que o seu negócio precisa.

Para ajudar nessa importante missão da sua empresa, separamos aqui cinco sinais de que um determinado perfil não é o influenciador que você precisa para divulgar a sua empresa:

1. Falta de relevância

Muitas pessoas ainda confundem falta de relevância com um número baixo de seguidores. Na prática, não é bem assim que a coisa funciona. Um perfil do Instagram com 10 mil seguidores, mas cujos posts têm em média 10 comentários, provavelmente é menos relevante do que um perfil com 1 mil seguidores, mas que tenha 100 comentários por postagem.

A relevância deve ser medida pelo número de pessoas reais que, de fato, interagem nos comentários e não apenas pelos números absolutos de curtidas ou seguidores. Existem muitas ferramentas hoje que têm como objetivo inflar esses números. Portanto, tome cuidado para não se deixar levar pelas aparências. Procure por quem tenha um perfil com público qualificado.

2. Pouca influência no seu meio

Vamos pegar como exemplo um influenciador que costuma postar bastante sobre automóveis. Ele comenta os principais lançamentos, está sempre nos eventos mais importantes e é reconhecido no meio automobilístico como um formador de opinião. Porém, se o seu produto não tem relação com esse tema, talvez não seja uma boa ideia fazer pagar por uma divulgação.

Pode ser que o público dele não queira saber novidades sobre um perfume, por exemplo, e receba esse tipo de postagem com um tom negativo. O influenciador não soará tão natural ao falar sobre esse assunto e o público vai perceber isso. Nesse caso, embora possivelmente você consiga os números que precisa, a conversão será ruim.

3. Faça uma pesquisa demográfica

Esse é outro fator muito importante, especialmente para empresas que têm atuação local. Se a sua companhia atua apenas no Paraná, por exemplo, terá pouca serventia contratar um influenciador cuja base principal de usuários está em São Paulo. Em outras palavras, você precisa de alguém que fale diretamente com os seus potenciais consumidores.

Você pode obter esse tipo de informação diretamente com os influenciadores ou com as agências responsáveis por eles. Novamente, essa é uma prova de que números absolutos não querem dizer, necessariamente, resultado na hora de calcular o retorno de uma campanha. É justamente por isso que definir um público-alvo mais específico é tão importante. Atirar para todos os lados vai reduzir o seu poder de fogo.

4. Profissionalismo e autenticidade

Se você pesquisar na internet, certamente vai encontrar inúmeros casos de celebridades que foram fazer propaganda de um celular, mas acabaram postando a imagem com outro aparelho que não o da foto. Quando um influenciador se compromete com o seu público, indicando ou dizendo que realmente usa um produto, ele precisa de fato fazer isso, caso contrário perderá credibilidade.

Se ele perde credibilidade, a marca da sua empresa vai junto. Por isso, é preciso estudar com cautela ações feitas anteriormente e tomar muito cuidado com o que será dito sobre o produto. Um influenciador pode dizer que gosta de produto e recomendá-lo sem necessariamente dizer que vai continuar usando. Tudo é uma questão de que maneira as coisas serão ditas.

5. Escolha alguém que haja com naturalidade

Um dos maiores erros que as empresas podem cometer é o de querer impor um tipo de linguagem para os influenciadores digitais. Entenda o seguinte: eles fazem sucesso justamente por se expressarem do jeito que eles são . Se você tentar mudar isso, o público deles irá perceber e o impacto da mensagem será muito menor.

Portanto, isso significa que você precisa escolher uma celebridade que “fale a língua do seu público” e não alguém famoso que precise aprender a se comunicar de outro jeito. Ser autêntico e natural é o segredo do sucesso nas mídias sociais. É isso que diferencia a propaganda tradicional das ações com os influenciadores. Portanto, lembre-se sempre que é você que tem que se adaptar à linguagem do canal e não o influenciador que precisa se adaptar ao seu produto.

LEIA MAIS:

banner-sage-business

Comentários