Como ser um contador empreendedor?

Saiba como utilizar o seu conhecimento para encontrar oportunidades de crescimento para o seu negócio e para os seus clientes.

Como ser um contador empreendedor no mundo atual? A tecnologia mudou drasticamente a maneira como os profissionais de contabilidade atuam. Basta perguntar para alguém que tenha pelo menos 20 anos de profissão: como eram as coisas há duas décadas?

As respostas serão as mais diferentes possíveis, mas todos concordarão que a dinâmica e a rotina de trabalho mudaram bastante. Saíram de cena muito dos trabalhos repetitivos, a velocidade na tomada de decisões aumentou consideravelmente e a informatização se tornou uma necessidade.

Seja você um profissional recém-formado ou mesmo alguém com mais anos de experiência na profissão, quais são os melhores caminhos hoje para empreender sendo um profissional de contabilidade? Vamos descobrir:

Deixando a zona de conforto para trás

A visão empreendedora não abre espaço para aqueles que ficam em suas zonas de conforto. Para colocar um novo projeto em prática, é preciso arregaçar as mangas e não se mostrar satisfeito com o que se tem no momento. É preciso ir em busca de algo novo, maior, ainda que esse sonho de início pareça algo distante.

É por essa razão que podemos afirmar que não são todos os profissionais de contabilidade que têm perfil para serem empreendedores. Alguns não estão dispostos a ir atrás de tudo isso – o que é perfeitamente normal, diga-se, pois trata-se de uma questão de perfil. Todavia, aqueles que estão devem observar atentamente as oportunidades que se abrem todos os dias.

Mais do que um executor de tarefas

Muitas empresas — sejam elas de pequeno, médio ou grande porte —, não têm a noção exata de qual pode ser o papel de um contador. Claro, existem as tarefas básicas que são delegadas a esse profissional, mas lembre-se que mencionamos que o perfil da profissão mudou bastante ao longo do anos. Hoje, os profissionais de contabilidade podem ir muito além.

Cabe ao contador moderno mostrar à empresa do que ele é capaz e como o fato de assumir novas tarefas pode representar resultados expressivos para companhia. Um exemplo disso são os profissionais que trabalham com provisionamento de receitas. Isso permite às companhias obterem mais dinheiro em caixa no curto prazo sem precisar necessariamente recorrer a empréstimos. Porém, esses adiantamentos precisam ser avaliados individualmente para que se descubra se eles valem a pena ou não.

Encontrando oportunidades

Já mencionamos aqui: nem sempre o empresário ou os gestores de uma empresa saberão que um contador é capaz de assumir um papel de analista. Em geral, delega-se essa função a um administrador, por exemplo. Contudo, cabe ao contador empreendedor encontrar essas oportunidades e se fazer presente. É você que precisa ter essa percepção do negócio e oferecer novas possibilidades, pois o contrário raramente vai acontecer.

Em outras palavras, é preciso agir. Se diante de um balanço financeiro e da projeção de recebimentos você imagina que uma empresa possa traçar um plano diferente para ganhar mais ao final do período, faça uma proposta. Converse com os responsáveis e ofereça também esse trabalho. Você perceberá que a resposta é na maioria das vezes positiva, pois muitos empresários ficam surpresos ao descobrir novas possibilidade que não haviam levado em consideração.

Funcionário ou empresário: seja propositivo

O conselho mencionado acima não de aplica apenas àqueles profissionais de contabilidade que trabalham de forma autônoma ou têm um negócio próprio. Mesmo aqueles que são empregados via CLT podem usar o conhecimento para conquistar uma abertura maior dentro da empresa.

Muitos CFOs chegaram a essa posição tendo iniciado a sua jornada como contadores dentro de grandes empresas. Porém, eles conseguiam ver além das suas respectivas funções e sempre que havia oportunidades eles procuravam estar lá para ajudar. Você pode seguir o mesmo caminho: muitas vezes o empresário nem sabe que precisa de um profissional como você. Que tal começar a mostrar o contrário?

LEIA MAIS:

ctas_sage7

Comentários
Compartilhe: