5 dicas para construir e fortalecer o branding da sua empresa

Adotar diretrizes para a sua marca é fundamental e vai muito além da simples construção de uma identidade visual. Veja como você pode fortalecer o branding!

Quais são os rumos que a sua marca está tomando no mercado? Se engana quem pensa que branding diz respeito única e exclusivamente à identidade visual de uma marca. Seguir boas dicas para construir e fortalecer o branding é fundamental não apenas para grandes empresas, mas especialmente para pequenas e médias companhias.

Além de observar aspectos da identidade visual, o branding deve trabalhar a maneira como a empresa pensa os seus produtos, sendo até mesmo capaz de mudar o comportamento das pessoas. Seja você um novo empreendedor ou um experiente profissional do mercado, listamos aqui cinco dicas de branding que serão capazes de transformar o seu negócio:

1. A missão da empresa além do papel

Todos aqueles que passaram por uma faculdade de Administração ou mesmo que fizeram cursos de gestão em instituições como o Sebrae, por exemplo, certamente já aprenderam que antes de criar uma empresa é preciso definir qual é a sua missão. Muitos, no entanto, colocam no papel algumas palavras bonitas, mas não dão significado a elas na prática.

Tenha em mente que todo negócio deve ter um significado, uma razão de existir, valores para promover e uma história para contar. A sua missão deve ser verdadeira e refletir os valores que você pensa em seus produtos. Se a sua missão é oferecer o melhor atendimento possível, pois considera esse um diferencial perante à concorrência, então todos os seus esforços de comunicação devem sempre ressaltar esse aspecto de alguma forma concisa e esclarecedora.

2. Atenção ao público interno

Muitas empresas investem em publicidade e propaganda para atrair e fidelizar consumidores, mas se esquecem de priorizar o público interno. ou seja, o endomarketing. Assim, funcionários sem o treinamento adequado ou ainda sem as condições de trabalho ideiais são obrigados a manter em pé uma imagem que, no fundo, não se traduz como autêntica.

Se você quer que as suas estratégias de comunicação sejam verdadeiramente eficazes, você deve ter em mente que os seus colaboradores são um dos canais mais importantes para que isso se torne realidade. Primeiro você precisa conquistá-los para depois conquistar terceiros. O trabalho dos seus colaboradores deve refletir aquilo que a sua propaganda prega ou caso contrário você corre o risco de ter consumidores frustrados.

3. Venda experiências

Se você colocar na ponta do lápis, muitas vezes o que o consumidor procura não é única e exclusivamente o produto mais barato. Em muitas ocasiões, ele está em busca de uma experiência diferenciada e está disposto a pagar mais por isso. E é justamente nesse ponto que você entra em cena.

Pense no exemplo de um restaurante. É possível obter uma boa refeição por R$ 15, mas muitas pessoas estão dispostas a pagar R$ 30, R$ 40 pelo mesmo prato. O que muda, no entanto, é o ambiente, o atendimento, as conveniências e as experiências agregadas que a sua empresa é capaz de oferecer.

4. Não tenha medo de mudar

Se você tivesse que mudar a maneira como a sua empresa atua para fazer com que ela deixasse de ser apenas mais uma no mercado e passasse a ser uma companhia diferenciada, você o faria? A resposta pode parecer simples, mas muitas companhias são resistentes às mudanças, de tal forma que preferem continuar fazendo as coisas “do jeito que já fazem”.

A percepção dos consumidores, assim como os anseios do público, muda constantemente. Vender software como serviço, por exemplo, é algo que não era bem visto por muitos no passado, mas hoje é uma realidade cada vez mais crescente. Portanto, não se torne tão dependente de modelos a ponto de colocá-los acima da sua missão.

5. Esteja onde o consumidor está

Muitas empresas ainda insistem em levar os consumidores para o seu site. Em linhas gerais, essa não é uma má ideia, mas por que não dar ao seu cliente o que ele vai consumir ali mesmo onde ele está? Seja no Facebook, no Instagram ou no Twitter, você não precisa criar “clickbaits” para conquistar a audiência, basta saber dialogar corretamente com cada “tribo”.

Ao invés disso, entregue o conteúdo que o consumidor espera de uma maneira que possa ser consumida onde quer que ele esteja e principalmente, de acordo como ele se comporta. Para isso, é preciso se adaptar às plataformas e usar a linguagem adequada para cada público. Torne o cliente o seu companheiro e não faça com que ele fique passeando pelo seu site apenas para dar mais cliques para você.

LEIA MAIS: 

Banner_Blog_Sage-One_sem-limite

Comentários