5 dicas para montar uma fachada de loja para aumentar as vendas

Confira alguns conselhos para deixar o seu estabelecimento bastante receptivo para os consumidores e assim conquistar mais vendas.

Assim como para um empreendedor um cartão de visita bonito pode causar uma boa primeira impressão na hora de uma reunião, para o lojista a fachada da loja é o primeiro convite para que os consumidores entrem e venham conferir os produtos. É por essa razão que observar algumas dicas para montar uma fachada de loja é tão importante: ela pode representar um aumento nas suas vendas.

Para montar uma boa vitrine na sua loja, é preciso ser organizado, criativo e estar atento às tendências do que está em destaque naquele momento. É por essa razão, por exemplo, que existem pessoas especializadas apenas em organizar vitrines, tamanha é a importância dessa tarefa. Nesse artigo, vamos tratar sobre algumas dicas que você pode seguir na hora de fazer o mesmo na fachada da sua loja.

1. Conheça o seu público-alvo

Pode parecer óbvio isso que vamos dizer, mas a fachada de uma loja deve ser montada pensando naquilo que o seu público-alvo espera e não nos seus gostos pessoais. Se você abriu um restaurante, por exemplo, talvez montar uma fachada com cores escuras e pouco atrativas afugenta os consumidores na hora do almoço.

Além disso, você precisa se destacar perante à concorrência. Assim, visite outras lojas similares à sua, tire fotos das fachadas e analise quais são os pontos que você julga positivos e negativos. Depois, pense em um projeto para a sua própria loja, reunindo apenas aquilo que você encontrou de melhor.

2. Contrate um profissional especializado

Você se lembra que mencionamos anteriormente a figura do vitrinista, responsável por organizar vitrines? Pois ele é apenas um dos profissionais que existem para essa finalidade. Entre designers e decoradores, também existem muitos escritórios que são especializados em planejar fachadas sob medida para o seu negócio.

O mesmo ocorre com os profissionais de arquitetura, que também têm experiência para entender quais são os melhores conceitos a serem aplicados em cada ocasião. Por fim, esteja ciente do que pode e do que não pode ser feito, de acordo com a legislação do seu município. Você não vai querer ser multado por colocar uma placa acima do tamanho permitido.

3. Evite a poluição visual

Algumas pessoas acreditam que “aproveitar espaços” significa entupir a fachada com placas, cartazes e produtos chamando o consumidor para comprar. Tire essa ideia da sua cabeça. Os produtos, os letreiros e quaisquer dizeres que estiverem ali colocados devem poder “respirar”, ou seja, eles precisam ser distinguidos uns dos outros.

Siga o princípio de que “menos é mais”. Se tudo é destaque na sua fachada, então nada se destaca. Por essa razão, evite também a utilização de cores muito vivas (a não ser que o público exija isso) e busque composições mais harmoniosas e que transmitam algum tipo de sensação para os consumidores – de preferência algo agradável e convidativo.

4. Não reinvente a roda: siga as tendências

A menos que a sua ideia seja extremamente original — e é preciso ter muito cuidado com isso, pois sempre tendemos a achar que o nosso é melhor mesmo quando não é —, evite fazer algo que destoe tanto do que a maioria das lojas faz. Vamos pegar as farmácias como exemplo.

Note que a maioria das lojas é muito bem iluminada e utiliza tons de branco para dar ao consumidor uma sensação de limpeza e tranquilidade. Se você decidir montar uma farmácia toda em tons de preto, com iluminação difusa, é bem provável que as pessoas estranhem muito, pois não é o tipo de ambiente no qual elas estão acostumadas a comprar remédios.

5. Cuide da sua vitrine: ela não é para sempre

Aquilo que está exposto na sua vitrine deve ter alguma relação com o que é tendência no momento. E por momento, entenda naquela semana. Para você compreender melhor o que queremos dizer com isso, vamos usar como exemplo uma loja de material esportivo. Se um clube de futebol ganhou no final de semana, há mais chances que na segunda-feira as pessoas comprem mais camisas dele.

Portanto, as camisas desse clube devem estar na vitrine. O mesmo vale para o período que antecede um clássico. A ideia se aplica a bancas de jornais, livrarias, lojas de roupa e muitas outras. Exponha primeiro sempre aquilo que tem mais chances de ser procurado pelas pessoas naquela semana.

LEIA MAIS:

Banner_Blog_Sage-One_sem-limite

Comentários