O que é 5S?

5S

O programa 5S foi desenvolvido no Japão, na década de 50, pelo professor Kaoro Ishikawa. Com a criação do método, a proposta dele era diminuir o desperdício e aumentar a produtividade, ajudando a recuperar a economia do país que havia sido devastado durante a Segunda Guerra Mundial.

O termo 5S é uma referência a cinco etapas de organização de uma empresa visando a qualidade total. As cinco letras S fazem referência a cinco palavras japonesas: Seiri (Utilização), Seiton (Organização), Seiso (Limpeza), Seiketsu (Higiene) e Shitsuke (Disciplina).

A inspiração para esses conceitos não era exatamente uma novidade, pois se baseava nos princípios educacionais que os pais japoneses tinham para com seus filhos. Todavia, a aplicação desses ideais no mundo empresarial era nova. Na década seguinte, com a expansão das empresas japonesas para outros mercados, a prática foi ocidentalizada.

Dessa forma, o método 5S passou a ser adotado por empresas de todo o mundo e se tornou uma referência entre as muitas técnicas de qualidade total existentes. No Brasil, os primeiros registros da aplicação do 5S são da década de 80. A distribuição dos 5S no ambiente de trabalho ocorre da seguinte forma:

  • Seiri (Utilização): deve-se separar o que é necessário e de uso contínuo do que é supérfluo ou eventual;
  • Seiton (Organização): cada item deve ter um espaço apropriado e sempre deve ser guardado em seu devido lugar;
  • Seiso (Limpeza): o ambiente de trabalho deve ser limpo, bem cuidado e asseado;
  • Seiketsu (Higiene): deve-se criar normas claras para arrumação e limpeza, que possam ser seguidas por todos;
  • Shitsuke (Disciplina): todos devem participar desses processos e a melhoria contínua deve ser incentivada.

 

Comentários
Compartilhe: