O que é balanço patrimonial?

Balanço patrimonial

Balanço Patrimonial é um relatório contábil feito para demonstrar como está a situação patrimonial e financeira de uma empresa em um determinado período, geralmente feito anualmente. Este documento registra os ativos, os passivos e o patrimônio líquido da empresa e também seus bens, direitos e obrigações.

O balanço patrimonial é como uma fotografia do momento da empresa, ou seja, ele é estático. Ele não vai demonstrar a evolução do patrimônio e, sim, como a empresa está financeiramente naquele período.

O relatório é dividido em duas grandes colunas, que estão subdivididas em outras categorias: Ativo e Passivo. No final, chega-se ao patrimônio líquido.

Os ativos são os recursos controlados pela empresa, decorrentes de eventos passados e do qual ela espera que fluam futuros benefícios econômicos.

Os ativos circulantes são aqueles cujo prazo de realização ocorre no curso do exercício social, como contas a receber, estoques, aplicações financeiras, conta-corrente, etc. Os ativos não circulantes são os valores realizáveis após o término do exercício social seguinte, como investimentos, imobilizados e intangíveis.

Os passivos são obrigações presentes da empresa, derivadas de eventos passados, cuja liquidação se espera que resulte na saída de recursos, tais como as obrigações financeiras com impostos, com o estado, com os funcionários, fornecedores, etc. Eles também são classificados como circulante e não circulante, seguindo o mesmo critério dos ativos.

A conclusão do Balanço Patrimonial é o Patrimônio Líquido, que corresponde à diferença entre o total de ativos e passivos. O ideal é que este valor seja positivo e o maior possível, significando uma empresa saudável.

Esse dinheiro pode ser guardado como reserva financeira ou utilizado em outros investimentos para expandir a própria empresa com outros ativos.

Leia mais sobre os ativos e os passivos de uma empresa no nosso Dicionário de Negócios Sage.

Obrigatório por lei

A seguir, confira o trecho da lei que instrui como deve ser feito um Balanço Patrimonial e como os ativos e os passivos devem ser subdivididos, de acordo com o artigo 178 da Lei 6 404/1976 – Lei das Sociedades por Ações, alterado pela Lei 11 638/2007 e pela Lei nº 11.941/2009:

“Art. 178. No balanço, as contas serão classificadas segundo os elementos do patrimônio que registrem e agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira da companhia.
§1º No ativo, as contas serão dispostas em ordem decrescente de grau de liquidez dos elementos nelas registrados, nos seguintes grupos:

a) Ativo circulante;
b) Ativo não circulante, composto por ativo realizável a longo prazo, investimentos, imobilizado e intangível;
b1) Ativo realizável a longo prazo.

§2º No passivo, as contas serão classificadas segundo a ordem decrescente de exigibilidade, nos seguintes grupos:

a) Passivo circulante;
b) Passivo não circulante; e
c) Patrimônio líquido, dividido em capital social, reservas de capital, reservas de reavaliação, reserva de lucros, ações em tesouraria e prejuízos acumulados.

§3º Os saldos devedores e credores que a companhia não tiver direito de compensar serão classificados separadamente.”

É muito importante que os empresários mantenham seus balanços patrimoniais atualizados e com as informações corretas. Desta forma, é possível ver de maneira resumida a situação financeira de sua empresa, além, obviamente, de cumprir uma determinação legal.

Comentários
Compartilhe: