O que é capital subscrito?

Capital subscrito

Você já ouviu falar em capital subscrito? No momento em que ocorre a abertura de uma empresa, os seus sócios atribuem a ela um valor de investimento. Esse valor é representado na forma de ações (no caso de sociedades anônimas) ou cotas (no caso de sociedades por cotas de responsabilidade limitada).

Porém, quando um determinado acionista ou cotista se compromete a integralizar posteriormente um dado valor para formação do capital social da empresa, dizemos que esse é um capital subscrito. Isso significa que houve, por meio do contrato social ou de uma assembleia geral extraordinária, a promessa de integralização de capitais em uma determinada data.

A partir do momento que esse capital subscrito é efetivamente integralizado, ele passa a ser chamado de capital integralizado. Para simplificar, podemos colocar as coisas nos seguintes termos: o capital subscrito é uma promessa de investimento, enquanto o capital integralizado é a promessa de investimento depois de cumprida.

A subscrição de capital pode se dar não apenas na forma de investimento de dinheiro, mas também na disposição de bens, como máquinas, automóveis ou imóveis. A subscrição de capital deve ser feita por meio de um documento, de preferência sob a orientação de um advogado ou profissional de contabilidade, com o claro estabelecimento de direitos e deveres para todos os envolvidos no processo.

Comentários
Compartilhe: