O que é investidor-anjo?

Investidor-anjo

Esse é um personagem que tem assumido um papel cada vez mais relevante no mundo empresarial. O investidor-anjo é geralmente uma Pessoa Física que faz investimentos em empresas que estejam iniciando no mercado, mas que apresentam um alto potencial de crescimento. Um grande exemplo disso são as startups, empresas concebidas visando um modelo de negócios escalável.

Curiosamente, o termo “investidor-anjo” não nasceu no mercado financeiro, mas sim no mundo do entretenimento. Os primeiros “angel investors” ou “business angels” apareceram no início do século XX nos Estados Unidos e seu principal papel era o de bancar os custos de produção de peças da Broadway.

Na prática, eles financiavam a produção das peças e, muitas vezes, davam apoio durante a execução dos trabalhos. Em troca, participavam dos eventuais retornos financeiros que o espetáculo pudesse proporcionar, embora também assumissem riscos caso as peças fracassassem.

No Brasil, a falta de uma legislação específica para os investidores-anjo é apontada como um dos grandes empecilhos para que essa prática ganhe mais adeptos. Em contrapartida, em alguns países os governos chegam a dar incentivos fiscais para pessoas que assumam esse papel, pois entendem que quanto mais investimentos como esses forem feitos, maior será a geração de empregos.

É importante ressaltar ainda que um investidor-anjo pode ter participação minoritária em um negócio e não necessariamente precisa ter uma posição executiva na empresa. Muitas vezes, ele atua muito mais como um mentor e conselheiro do que como um executivo propriamente dito.

Comentários
Compartilhe: