O que é supply chain?

Supply Chain

A tradução literal de Supply Chain para o português é Cadeia de Suprimentos, que resume bem o conceito, aplicado na área de logística das empresas. Supply Chain, portanto, consiste em todo o processo logístico de um produto ou serviço, desde a sua fabricação até a sua entrega ao consumidor final.

Vários atores são envolvidos em um processo de supply chain, como fabricantes, fornecedores, armazéns, distribuidores, varejistas e os consumidores. A aplicação do supply chain em uma empresa interliga todas as partes envolvidas no processo de fabricação.

Objetivos

Por meio do supply chain há uma redução de custos operacionais da empresa e também nas compras de produtos e matérias-primas. Essa redução ocorre porque diminui também os gastos com armazenamento, já que é comprado apenas o necessário para alimentar a cadeia. Também diminuem os custos de produção, porque apenas os materiais corretos são comprados.

Desta forma, a empresa pode melhorar em seu controle de qualidade e também a gestão de matérias-primas. Com o supply chain, a empresa pode diminuir seus ativos fixos, como o tamanho das fábricas, a quantidade de caminhões de transporte e o tamanho dos galpões para armazenamento.

O supply chain permite que a empresa tenha um estoque pequeno com alta rotatividade sem comprometer a liquidez da empresa.

A empresa, no entanto, precisa se certificar de que seus fornecedores vão entregar os suprimentos, pois um erro de planejamento pode prejudicar ou até mesmo paralisar a produção.

Gestão da cadeia logística

O Supply Chain pode ser gerenciado a partir de um sistema de logística integrada, onde é garantida a integração de todos os processos da cadeia de suprimento. Este sistema pode ser gerenciado por softwares que ajudam a organizar o fluxo de informações sobre um produto. Softwares como esses são importantes porque ajudam a reduzir custos aprimorando o relacionamento entre fornecedores e clientes.

Por meio de softwares de gestão a empresa pode acompanhar todo o processo em tempo real, identificar problemas e falhas e evitar algum atraso ou transtorno.

É importante, no entanto, diferenciar logística de supply chain management, embora os dois andem de mãos dadas. O primeiro consiste em uma série de processos que possibilita o fluxo de materiais e informações do ponto de origem ao ponto de consumo. Já o supply chain consiste também na integração estratégica de todas as áreas, com destaque para o consumidor final.

Com uma boa gestão de supply chain, o empresário pode conhecer quais são os períodos em que seus produtos são mais vendidos, ou seja, quando a demanda é mais alta. Desta forma, o empresário pode se antecipar à demanda e estar preparado para atendê-la, garantindo a disponibilidade de seu produto.

Cadeia de valor

É importante que o empresário entenda também o que é a cadeia de valor e suas atividades primárias e de apoio.

Na logística, as atividades primárias envolvem, internamente, o manuseio de materiais, armazenagem e controle de estoques. Essas atividades são importantes para converter os insumos fornecidos em um produto final. Externamente, são realizadas atividades como coleta e a distribuição física dos produtos.

Já as atividades de apoio envolvem o desenvolvimento de tecnologia e a gerência de recursos humanos e de infraestrutura.

Em resumo, o Supply Chain otimiza os processos de produção de uma empresa, diminuindo os custos e agilizando processos, sempre com o foco final na entrega para o cliente.

Comentários
Compartilhe: