Entenda a importância de um logotipo para a sua empresa

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

O logotipo faz parte do patrimônio intelectual e imaterial de sua empresa, sendo a base para a construção da imagem do seu negócio. Investir em um projeto bem estruturado, com auxílio do Designer Gráfico e da equipe de marketing é essencial para garantir bons retornos financeiros. Lembre-se que logotipos famosos (e que muitas vezes valem mais que o patrimônio físico da empresa), como a Coca-Cola e a Nike, foram criados por profissionais especializados que levaram um bom tempo de pesquisa e produção para chegar ao resultado final. A construção de uma boa gestão de marca (conhecida como Brand ou Branding) precisa de forte planejamento financeiro e estratégico. É por isso que você precisa entender a importância de um logotipo para a sua empresa.

Muitos empreendedores quando iniciam o seu negócio não dispõem de capital suficiente para investir na elaboração de um logotipo (arranjo visual, que pode incluir nomes e/ou símbolos, utilizado para representar uma organização ou produto). E uma solução muito comum é a utilização de softwares online para elaboração desse logotipo. Esse “quebra-galho” pode ser útil durante um tempo, mas na medida em que a empresa cresce ter um logotipo bem estruturado é fundamental e o empresário vai se deparar com essa necessidade.

A seguir, apresentamos algumas dicas essenciais para o empreendedor saber conversar com sua equipe de design e marketing ou para montar um logotipo, a partir de templates pré-determinados, em softwares com essa finalidade:

Criando um logotipo de alto impacto

O primeiro passo é conhecer bem o seu negócio, tendo bem claras algumas características como missão, visão e valores. A sua marca deve transmitir tudo aquilo que sua empresa acredita com o intuito de gerar sentido/lógica de consumo junto aos seus clientes. Sua marca deve ter uma imagem delicada ou forte? Clássica ou moderna? Séria ou descontraída?

O segundo passo é compreender quem é o seu público-alvo e o que ele espera da sua empresa, indo além dos benefícios práticos gerados por seus produtos. Saber se comunicar com os divulgadores da sua marca é fator essencial para o sucesso!

O terceiro passo é analisar a sua concorrência. Entender a forma como os concorrentes se apresentam é fundamental para reconhecer o que tem agradado ou não aos clientes e para inovar e/ou surpreender de forma positiva.

O quarto passo é estudar sobre o significado das cores. A Psicologia das Cores é uma disciplina estudada ao longo dos quatro anos de graduação em Design, sendo muito rica em conteúdo e aplicações práticas. Por isso, não escolha as cores de forma aleatória! Por exemplo: laranja estimula o apetite; amarelo remete à juventude e o azul remete à serenidade (as nuances de matiz, tom e intensidade afetam diretamente essa relação senso-perceptivas).

O quinto e último passo envolve o registro do seu logotipo. Primeiramente, pesquise para confirmar que nenhuma outra empresa já esteja usando a sua ideia. É importante não utilizar o logotipo de outras empresas para evitar problemas legais! Caso não encontre uma marca igual à sua, você deve procurar o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Intelectual) para registrar o seu mais novo patrimônio e garantir o direito de uso exclusivo da mesma. Fique atento para que o seu logotipo não seja utilizado por terceiros de forma inadequada.

Alguns softwares para criação do logotipo

Designers utilizam softwares profissionais para o desenvolvimento da identidade visual (logotipos e suas diversas aplicações, como em meios digitais e impressos – as propriedades são bem diferenciadas). Alguns exemplos de aplicação são: cartão de visita; blocos de anotação, assinatura de e-mail; banners para a internet e mídias sociais, que em sua maioria exigem o pagamento de licença de uso ou de valores anuais quando se apresentam como SaaS (Software as a Service), que são aqueles softwares disponibilizados em nuvem e que podem ser acessados de qualquer lugar onde estejam disponíveis computador e internet. São exemplos: Illustrator, InDesign (ambos da Adobe) e o Corel Draw (da Corel Corporation).

Ao finalizar o desenvolvimento da identidade visual, o Designer deve entregar para o empreendedor o Manual da Marca, sendo esse um documento que contém todas as informações necessárias de uso do logotipo, em suas várias versões e meios de aplicação. O empreendedor que opta por ele mesmo desenvolver o logotipo pode contar com programas como: Free Logo Services (pago); Canva (gratuito) e o Shopify (gratuito). O uso desses programas costuma ser bem intuitivo e introduz alguns conceitos básicos do Design.

LEIA MAIS:

Software de gest„o empresarial

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn