O que é blockchain e por que essa tecnologia é tão promissora aos negócios?

Considerada uma das grandes apostas do mundo da tecnologia, a blockchain promete ganhar cada vez mais adeptos e revolucionar muitos setores.

O crescimento exponencial das criptomoedas nos últimos anos fez com que o termo “blockchain” ganhasse as páginas do noticiário de tecnologia e economia. Mas afinal, o que é blockchain e por que essa tecnologia é considerada tão promissora para o mundo dos negócios?

Para entender um pouco mais sobre esse assunto, precisamos compreender primeiramente alguns aspectos técnicos. O grande segredo está na descentralização das informações, o que torna as transações mais seguras e faz com que hackers e pessoas mal-intencionadas tenham muito mais dificuldade para agir.

O que é blockchain?

A blockchain é uma tecnologia que visa a descentralização como medida de segurança. Pense em um livro contábil. É mais ou menos essa a analogia que podemos fazer para explicar o que é blokchain. Trata-se do registro de diversos tipos de transações, cujas informações ficam espalhadas por milhares de computadores. Cada caso tem as suas particularidades, mas em se tratando de bitcoins, por exemplo, são registrados o envio e o recebimento de valores.

Pelo simples fato de essas informações não estarem um único local, mas sim espalhadas pelo mundo, isso as deixa mais seguras, pois apagar todo esse conteúdo se torna praticamente impossível. Todos esses registros são divididos em “cadeias de blocos” e ficam guardados sob uma forte camada de criptografia.

Por fim, é importante ressaltar que um blockchain é pública, o que significa que qualquer pessoa pode ter informações sobre o que circula. Isso facilita os processos de auditoria e torna as transações mais claras para todos os envolvidos.

A transformação no mundo dos negócios

“Eu acredito que o blockchain fará pela transferência de ativos o que a internet fez pela transferência de informações”, explica Jonathan Johnson, membro do conselho de diretores da Overstock.com, companhia que em 2017 conseguiu grandes negócios em função desta tecnologia.

Que há potencial, parece inegável. Porém, devido à sua ascensão meteórica, ainda não foi possível avaliar todas as possibilidades que essa tecnologia é capaz de oferecer. No entanto, o ponto mais visível em um primeiro momento é o fato de que você passa a dispensar os intermediários de confiança para realizar transações, como os bancos, as seguradoras e os governos, por exemplo.

O especialista acredita ainda que há espaço para o crescimento da tecnologia e que dentro de cinco anos ela poderá ser hoje o que a internet é para nós. “Há menos chances de fraudes, os custos de transação diminuem e há menos atito entre as partes”, destaca. Em outras palavras, isso significa mudanças nos modelos de negócio e, consequentemente, cadeias produtivas inteiras terão que ser repensadas.

Por que a sua empresa deveria ficar de olho nisso?

Imagine que você pudesse fazer negócios com seus clientes dispensando completamente os intermediários e, ainda assim, ter acesso a um sistema seguro e com crédito garantido. Isso certamente significaria um custo operacional muito menor e, consequentemente, uma lucratividade maior.

Pense nos valores gastos todos os meses com taxas bancárias, taxas administrativas, corretagem ou aluguel de máquinas e serviços necessários para a realização de transações. Tudo isso desaparecia por completo – ou ao menos seria reduzido de forma bastante significativa – o que representaria no final das contas não só uma redução de custos, mas uma agilidade muito maior.

Como já mencionamos, esse ainda é um campo em exploração e estamos muito longe de extrair todo o potencial que ele é capaz de oferecer. Certamente, as criptomoedas foram os experimentos mais bem-sucedidos calçados nesta tecnologia, mas há muitas startups trabalhando com projetos inovadores para e o uso se torne ainda mais intenso.

LEIA MAIS:

Comentários
Compartilhe: