Pequeno empreendedor: guia dos primeiros passos para o sucesso

Saia da informalidade e dê os primeiros passos no seu negócio seguindo algumas dicas simples e eficientes que o ajudarão a atingir seus objetivos.

pequeno-empreendedor-guia-dos-primeiros-passos-para-o-sucesso

 

O Brasil é considerado um dos países que mais se destaca quando se trata de empreendedorismo. Criatividade e facilidade de se adaptar aos mais diferentes cenários são características comuns aos nossos empresários.

Deixar a informalidade e iniciar os primeiros passos de uma nova empresa é um caminho pelo qual todo empreendedor que almeja crescer precisa passar. E não é porque os trâmites legais são burocráticos no país que você precisa sofrer para estabelecer seu negócio. Os primeiros passos para o sucesso não precisam ser difíceis.

O empreendedorismo individual é a sua praia? Listamos aqui algumas dicas que podem ajudá-lo nessa jornada de transformação de sonhos em realidade.

1. Aprimore o seu perfil de empreendedor

Muitos empreendedores são pessoas que já tiveram experiências anteriores em outras empresas como empregados. Porém, é preciso ter em mente que a partir do momento que você abre o seu próprio negócio é você quem assume o controle.

Jorge Paulo Lemann, o homem mais rico do Brasil, aponta que “correr riscos faz parte do processo”. Para se tornar um empreendedor bem-sucedido é preciso tomar decisões arriscadas. Se desafios que parecem além das suas possibilidades lhe causam ansiedade, foque no desenvolvimento de análise estratégica, para que você possa compreender melhor os cenários futuros e possa estabelecer um planejamento.

2. Conheça a área na qual você quer abrir um negócio

Todos nós temos ideias de negócios. Porém, para transformar seus sonhos em realidade, é preciso ter em mente se o tipo de negócio que você deseja abrir é viável economicamente. Para isso, pesquisar o mercado é essencial.

Descubra quem são os seus concorrentes em potencial, quanto eles cobram pelos serviços, quais são as suas margens de lucro e seus custos operacionais. Tente estabelecer ainda qual será o capital inicial necessário para abrir o negócio. O primeiro passo é reunir o máximo de informação possível.

3. Se preciso, busque parcerias

A partir do momento que você tiver uma ideia mais clara do que será o seu negócio, pode ser que descubra que não reúne todos os elementos necessários. Pode ser que falte capital ou que você precise de um especialista em uma determinada área essencial, como em vendas.

Você não precisa necessariamente ser um empreendedor individual. Muitos optam por buscar parceiros e estabelecer sociedades para iniciar um negócio. Busque pessoas de confiança ou que tenham objetivos alinhados com os seus. Dividindo tarefas e responsabilidades pode se tornar mais simples alcançar aquilo que você deseja.

4. Fique de olho nas finanças

Por mais que a vontade de abrir um negócio seja grande e que correr riscos seja parte do processo, isso não significa que você possa tomar decisões impulsivas. O aspecto financeiro de um negócio é fundamental. Você fará um investimento sobre o qual desejará ter retorno.

Portanto, é preciso estudar a sua viabilidade financeira. Nesse momento, anotar toda e qualquer despesa bem como planejar gastos futuros é mais do que necessário. Aqui, não há espaço para otimismo ou pessimismo: ser realista e trabalhar com expectativas razoáveis evita euforia e decepções.

5. Formalize seu negócio

Sair da informalidade e formalizar a sua empresa dá mais segurança tanto para os sócios quanto para os consumidores. Se possível, converse com empresários da mesma área que a sua e busque dicas que possam auxiliá-lo no crescimento inicial.

Não deixe de contar ainda com o auxílio de profissionais capacitados. Consultar um contador antes da abertura do negócio permite que você tome a melhor decisão no que diz respeito ao tipo de empresa que será formalizada. Você pode economizar bastante no futuro se fizer as escolhas certas nesse momento.

6. Tenha equilíbrio

Um bom profissional é aquele que é competente no que faz, mas também que consegue equilibrar a sua vida pessoal e profissional a ponto de conseguir se manter eficiente. Fuja de soluções que aparentemente são mais baratas, mas que podem comprometer a qualidade e a eficiência da sua empresa.

Para quem abre uma empresa do tipo MEI, o acúmulo de funções poderá ser uma realidade, mas nem por isso deve ser desanimadora. Com organização de tarefas e concentração na execução do trabalho é possível dar conta de tudo no início. À medida que o crescimento vier, direcione parte do lucro para contar com o auxílio de outros profissionais.

7. Aposte em softwares para agilizar o trabalho

Softwares de gestão administrativa ou contábil podem ser extremamente úteis para organizar o trabalho. É possível fazer essas tarefas manualmente, mas certamente elas tomarão mais tempo seu – e tempo é um bem precioso para pequenos empreendedores.

Mesmo a utilização de simples planilhas já é um ponto positivo. Se estiver dentro das suas possibilidades, busque softwares especializados. Além de facilitar o trabalho, o fato de utilizá-los para emissão de notas fiscais ainda dá mais credibilidade à sua empresa.

8. O caminho não será fácil, mas não desista

Por mais que muitas pessoas apontem o sonho de empreender como uma de suas prioridades, isso não significa que essa é uma tarefa simples. Pelo contrário. Todo empresário sabe a quantidade de responsabilidades que se assume quando inicia um novo negócio.

Por isso, resiliência é a palavra. Você precisa saber que ao longo da sua jornada viverá ótimos momentos, mas também encontrará obstáculos. Realizar um bom planejamento minimiza as chances de que as adversidades impactem de forma significativa no seu negócio.

Obviamente, nem tudo pode ser previsto e o mercado é muito dinâmico. Se existisse uma receita infalível para o sucesso seria tudo mais fácil, pois bastaria replicá-la. Contudo, na prática a sua criatividade e força de vontade é que farão a diferença.

…..

Você está pronto para transformar o seu pequeno negócio em uma empresa bem sucedida? Participe deixando nos comentários as suas impressões sobre o início da jornada de um empreendedor.

LEIA MAIS:

Software de gest„o empresarial

Compartilhe: