4 pontos de alavancagem para fazer a sua empresa de manufatura crescer

Confira alguns aspectos que a sua indústria deve observar se tiver como objetivo um crescimento exponencial.

Quais são os principais pontos de alavancagem que uma indústria deve observar se tem como objetivo aumentar as vendas ou maximizar os lucros? Responder essa pergunta não é uma tarefa simples, mas não há empresário ou gestor que não pense nisso continuamente.

Entretanto, muitos mantêm as suas empresas em tamanho médio ou mesmo pequeno simplesmente por falta de informação. Em dados momentos, até há o desejo de crescer e aumentar o faturamento, mas pesam contra as iniciativas a falta de experiência, a falta de profissionais capacitados ou mesmo o receio de fazer investimentos sem saber ao certo se eles terão retorno.

De acordo com um artigo publicado no site Inc., existem alguns pontos de alavancagem para as indústrias que, se corretamente observados, podem transformar completamente a sua empresa. Obviamente, essas ações não trarão resultados da noite para o dia, mas quanto antes você começar a pensar nisso, antes também virão os resultados. Nesse artigo, mostraremos quatro desses possíveis pontos de alavancagem:

1. Fique de olho no seu sistema de vendas

Para alguns fabricantes, as receitas estão atreladas aos esforços de venda, sejam elas diretas (para os consumidores finais) ou indiretas (para distribuidores e outras empresas). Sendo assim, o primeiro pensamento que se tem é: “preciso vender mais”. Contudo, a resposta para o problema não é tão simples assim.

Se não houver organização, um volume maior de vendas pode aumentar os problemas, caso a sua infraestrutura não esteja preparada para tanto. Por isso, há que se pensar em alguns pontos estratégicos para aumentar as vendas de forma sustentável, tornando o crescimento da sua companhia exponencial.

O primeiro ponto é identificar melhor os leads. Você precisa ter um sistema de gerenciamento dessas informações, de forma que seja possível colocá-las em etapas. Um executivo precisa saber “em que pé está” uma negociação – se já é hora de dar um retorno ou se há algum potencial de que o negócio seja fechado em breve.

As melhores práticas de vendas precisam ser identificadas e aquelas bem-sucedidas devem ser replicadas, de forma que seja possível aumentar o volume de vendas de forma mais assertiva. Seu sistema deve ser refinado sempre que possível e isso significa contratar melhores profissionais, treiná-los constantemente e compensá-los pelos resultados alcançados.

Por fim, há que se pensar na maneira como você produz e acessa relatórios. A correta observação deles, em tempo hábil e respondendo às perguntas corretas, pode representar um diferencial significativo para o crescimento da sua indústria.

2. Crie um sistema inteligente de resposta a orçamentos

Para uma indústria, atender às demandas dos seus clientes o mais rápido possível pode resultar em um diferencial de mercado significativo. A importância desse processo deve começar a ser pensada já na hora de elaborar e responder orçamentos para os seus potenciais clientes. É preciso ter um sistema especializado que facilite os cálculos e exiba as margens em cada uma das etapas.

Cada canal de vendas tem as suas particularidades e, por essa razão, não devem ser atendidos da mesma forma. Aquele que solicita um orçamento via telefone o faz por uma razão enquanto quem vem em busca de informações a partir de um site, certamente tem outras prioridades em mente.

O fato é que para fechar mais negócios é preciso oferecer mais propostas – em tempo hábil e de maneira detalhada. Se o cliente não fechar negócio com você, procure compreender o motivo pelo qual isso aconteceu. Ser preciso é a chave para conquistar os clientes. Não cobre a mais nem a menos do que o justo para aquele trabalho. Tenha ainda modelos prontos editáveis, capazes de serem preenchidos e respondidos em poucas horas.

3. Atraia e mantenha os funcionários certos para a sua empresa

Como atrair e manter os principais talentos do mercado? Essa também é uma das perguntas mais difíceis de serem respondidas de forma objetiva, pois cada segmento ou profissão tem as suas particularidades. Entretanto, algumas regras gerais podem ser aplicadas para que você possa reter os melhores em sua companhia.

O primeiro passo para isso é contratar melhor. Os processos de seleção devem ser focados e objetivos, buscando encontrar funcionários que tenham as aptidões necessárias para uma determinada vaga. Descrições de vaga genéricas, por exemplo, tornam o processo seletivo mais trabalhoso, pois atraem muitas pessoas que não têm relação com aquilo que é proposto.

Uma vez que a pessoa certa tenha sido escolhida, é hora de pensar nos meios em retê-la na companhia. Para isso, é preciso pensar em aspectos coom plano de carreira, oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional e pessoal, ambiente de trabalho adequado e salário compatível com a função. Em outras palavras, é preciso fazer a sua parte e oferecer exatamente aquilo que foi prometido no início.

4. Invista em sistemas financeiros mais eficientes

Boa parte das indústrias que não conseguem evoluir para o próximo nível têm problemas graves de gestão financeira. Não se trata única e exclusivamente de má gestão, mas sim da falta de investimento em ferramentas adequadas que possam dar mais agilidade ao trabalho, automatizando tarefas burocráticas.

Sem o devido planejamento, as empresas se veem em maus lençóis quando precisam trocar um equipamento ou mesmo recorrer a adiantamentos e empréstimos. O ponto é: não se trata apenas de ter acesso a informações que o ajudem a tomar melhores decisões, mas sim ter acesso em tempo hábil para que isso aconteça.

Por fim, um controle financeiro mais rígido pode ajudar a indústria a oferecer mais vantagens para o consumidor. Algumas empresas conseguem trabalhar com pagamentos para até 120 dias enquanto outras não abrem mão de receber antes de 30 dias. Os dois modelos podem estar corretos, desde que eles sejam sustentáveis para o seu negócio. A resposta à essa sustentabilidade você só obterá se tiver as ferramentas corretas para gerar relatórios mais precisos.

LEIA MAIS:

Comentários
Compartilhe: