Quanto eu preciso para começar a empreender?

Iniciar um novo negócio é mais simples do que você imagina e não é preciso fazer investimentos que estejam além das suas possibilidades.

quanto-eu-preciso-para-comecar-a-empreender

De quanto você precisa para começar um negócio? A resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores, mas com certeza o valor é muito menor do que você imagina.

Em um artigo anterior, já mencionamos sobre as possibilidades de abrir uma empresa com apenas R$ 500. Porém, nem todos os negócios requerem tão pouco investimento. Saber quais itens considerar no seu planejamento é o primeiro passo para determinar qual é o valor necessário para começar o seu negócio.

 

Ebook: Empreendedorismo para iniciantes

Preencha o formulário e receba esse material exclusivo.

 

Os cálculos que você precisa fazer para começar a empreender

Antes de começar o novo empreendimento, é preciso estar ciente de algumas despesas com as quais você irá se deparar no meio do caminho. Colocá-las no planejamento é uma das formas de se preparar para ter dinheiro suficiente para cobri-las nos primeiros meses.

1- Despesas pré-operacionais: são os custos que você terá antes mesmo de começar o negócio. Isso inclui o seu tempo dedicado ao projeto, materiais e ferramentas necessários que você ainda não tenha e eventuais cursos que você precise fazer.

2- Capital de giro: esse o valor que ficará disponível no caixa da empresa para despesas eventuais. Saber como administrar o capital de giro é fundamental para não se complicar nas finanças. Procure separar todos os seus gastos pessoais das despesas da empresa.

3- Calcule o valor da matéria-prima: se você fabricará produtos, então precisa levantar os custos do material necessário. Se em seu negócio você fará bolos, por exemplo, calcule o custo da farinha, do açúcar, dos recheios, do gás e das embalagens.

4- Calcule quanto vale a sua hora: é preciso também atribuir um valor ao seu trabalho. Leve em consideração tempo de feitio, de pesquisa (se for o caso), de atendimento e de deslocamento. Não deixe de analisar também o valor médio cobrado pelos concorrentes.

5- Calcule o valor da infraestrutura: leve em consideração também tudo aquilo que você vai precisar para trabalhar. Aluguel de uma sala comercial, mensalidade de um coworking, despesas com combustível, água, luz e telefone além, é claro, dos impostos a serem pagos.

6- Regularize sua empresa: considere também os custos para formalizar o seu negócio. Os valores variam de acordo com a modalidade da empresa. Já falamos anteriormente sobre quanto custa abrir uma empresa no Brasil. Separe também os documentos: no caso do MEI você só precisa dos números do CPF e do Título de Eleitor, e de um comprovante da última declaração de Imposto de Renda.

7- Calcule o valor de divulgação: por fim, leve em consideração os meios que você utilizará para fazer propaganda do seu trabalho. Você mesmo fará tudo ou pretende contratar alguém? Se estiver por conta própria, inclua esse custo na sua hora de trabalho. Conheça algumas tendências de marketing digital para pequenas e médias empresas.

Quanto tempo uma empresa leva para começar a dar lucro?

Não há uma resposta exata para essa pergunta. Cada negócio tem a sua particularidade e, portanto, é preciso fazer uma estimativa. Um dos métodos mais utilizados para isso se chama Payback. Basta dividir o valor ganho em um período (um mês) pelo valor do investimento inicial.

Por exemplo: se você investiu R$ 10 mil e recebeu R$ 2 mil no primeiro mês, em teoria levará cinco meses para recuperar o valor investido. Porém, a esse investimento inicial é preciso somar os custos mensais, o que ampliará em mais alguns meses o período para que o seu negócio comece a dar lucro efetivamente.

Sim, é possível empreender sem dinheiro!

Embora não seja possível fugir de algumas despesas iniciais, isso não significa que você precise ter dinheiro em mãos para começar um negócio. Existem algumas alternativas que, com planejamento, são perfeitamente justificáveis e possíveis.

1- Procure um sócio-investidor: você não precisa ter todo o dinheiro que necessita para começar um negócio em mãos. É muito comum recorrer à figura do sócio-investidor. Ele é o responsável por entrar com o dinheiro para financiar o seu negócio, em troca de uma porcentagem no lucro.

Tudo o que você precisa fazer é convencer o investidor que a sua ideia é mesmo boa e que pode trazer lucro em médio e longo prazo para todos os envolvidos. Em outras palavras: é somente você quem colocará a mão na massa, pois o investidor entra com o dinheiro e você com o trabalho.

2- Faça um empréstimo: outra possibilidade é recorrer a um empréstimo para obter o dinheiro necessário. Nesse caso, é preciso que você seja disciplinado: comece pequeno e reinvista todo o dinheiro recebido – sem tirar lucros – até que a empresa comece a dar retorno. Para obter crédito para o seu negócio, um bom projeto faz toda a diferença.

3 ideias para começar agora mesmo

Alguns negócios não requerem muito investimento. Muitas vezes, aquilo que já temos em mãos, como uma moto ou uma cozinha, já são suficientes para dar os primeiros passos. Abaixo, listamos algumas ideias simples de negócio que podem evoluir rapidamente para uma empresa formalizada.

1. Alimentos congelados

É cada vez maior o número de pessoas que deixam de comer fora para economizar e levam uma marmita de casa para o trabalho. Você pode ser o fornecedor dessas marmitas. Nesse caso, você precisa de apenas uma cozinha para trabalhar. Invista comprando ingredientes, embalagens e em divulgação para que todos conheçam o seu trabalho.

2. Aulas particulares online

Você domina um assunto e acha que pode ensinar outras pessoas? Então já é possível dar aulas e iniciar um negócio. Se você não tem um ambiente adequado para receber alunos, não tem problema: você pode dar aulas particulares na casa dos alunos ou via internet. A vantagem aqui é poder ter clientes do Brasil inteiro. Você só precisa se um bom computador, um microfone e internet banda larga.

3. Cestas de presente

Cestas de café da manhã continuam sendo um presente bastante criativo. Você pode receber encomendas para montá-las e seu trabalho será apenas o de escolher os itens, decorar a cesta e fazer a entrega. Para isso você precisará de embalagens e alguns itens de decoração – e, claro, investir em divulgação. Não é um trabalho difícil e é possível crescer rapidamente sem muito investimento.

…..

A lista não para por aí. Existem muitas outras possibilidades a serem exploradas. Porém, é o seu planejamento que dará a resposta de quanto é preciso para começar um negócio. Algumas ideias podem ter custo zero, enquanto outras requerem um investimento maior.

O mais importante é saber se adaptar à sua realidade. Na maioria das vezes, uma boa ideia aliada a um planejamento eficaz são capazes de superar qualquer desafio. Que tal começar a sua jornada agora?

LEIA MAIS: 

Emissão-de-Nota-Fiscal-Eletrônica

Compartilhe: