Quanto tempo demora para obter lucro da empresa? 16 negócios de rápido retorno financeiro

Entenda quais itens devem ser avaliados para que o seu investimento tenha retorno o mais rápido possível.

quanto-tempo-demora-para-obter-lucro-da-empresa-16-negocios-de-rapido-retorno-financeiro

Uma vez que você abra um negócio, quanto tempo vai demorar até que você comece a ter lucro? A resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores.

Você pode ter lucro já no segundo mês ou ter que esperar até dois anos por isso. Ambas as situações são normais e não há nenhum absurdo nisso. Porém, se você não tem tempo a perder, o melhor é compreender quais são os índices a serem considerados nesses cálculos e quais negócios se apresentam com maiores chances de dar um retorno financeiro rápido.

Primeiro vamos à lição de casa: quais conceitos e cálculos você precisa conhecer?

O que é Margem de Lucro?

Margem de lucro é o percentual que se adiciona aos custos totais para a fabricação ou para a venda de um produto. Ou seja, se você gasta R$ 10 para fabricar um item, para que possa vendê-lo com lucro precisa adicionar um percentual sobre esse valor. Se a margem de lucro for de 20% (nesse caso R$ 2) então é esse valor que sobrará no seu bolso após a venda.

Além desse conceito, é importante conhecer outros relacionados à lucratividade de uma empresa. É o caso do Payback. Esse cálculo permite que o empresário descubra quanto tempo vai levar para que ele recupere o valor inicial investido.

Para isso, basta dividir o valor total investido pela fluxo de caixa médio mensal. Exemplo: se você investiu R$ 10 mil e tem um fluxo de caixa mensal médio de R$ 2 mil, então precisará de 5 meses para recuperar seu investimento.

Como encontrar o Ponto de Equilíbrio?

Esse deve ser o objetivo primeiro de qualquer empresa: encontrar o ponto de equilíbrio. Isso significa que a soma dos valores gastos pela sua empresa ao longo do mês deve ser, no mínimo, igual à soma dos valores recebidos.

Por exemplo, se a soma das suas despesas deu R$ 5 mil você precisa “empatar” essa conta, ou seja, receber R$ 5 mil no mesmo período. O que você receber a mais é lucro.

A importância do controle financeiro

Assim como o planejamento é palavra de ordem quando se trata de administrar uma empresa, o controle do fluxo de caixa é igualmente essencial quando se trata de administrar as finanças. Em outras palavras, você precisa saber exatamente quanto ganha e quanto gasta para que possa tomar decisões.

Para isso é preciso anotar todas as despesas em uma planilha e manter o controle sobre elas. A partir do momento que a sua empresa passa a ter lucro, ou seja, o valor excedente recebido sobre os seus gastos, passa a ser possível calcular os lucros sobre o investimento.

Lembre-se do nosso exemplo do Payback. Naquela ocasião seriam necessários cinco meses para recuperar o investimento. Porém, mês a mês você também terá mais gastos. O lucro real virá a partir do momento que os investimentos estiverem cobertos e também as despesas mensais.

Como aumentar a margem de lucro?

Agora que você já conhece os principais conceitos e cálculos que precisam ser feitos para compreender como se dá o seu lucro, é hora de pensar em maneiras de aumentar a margem de lucro. Porém, é preciso fazer isso sem deixar de ser competitivo no mercado.

Reduza os custos fixos

A melhor forma de aumentar a margem de lucro não é aumentando o preço, mas sim reduzindo os custos. Se você gasta R$ 10 para produzir um item que vende por R$ 12, tente produzi-lo com R$ 9. Seu lucro unitário passará de R$ 2 para R$ 3 sem que o consumidor seja impactado com mudanças de preço. Para isso, reveja fornecedores e métodos de trabalho para se tornar mais produtivo. Por fim, confira se o seu preço de venda está certo.

Ofereça diferenciais

Por que alguns restaurantes vendem refeições por R$ 15 e outros vendem por R$ 100? Embora em muitos casos a comida seja a mesma, há diferenciais no processo que justificam o valor mais elevado. Atendimento personalizado, ambiente refinado, produtos de melhor qualidade, entre outros. Busque meios de valorizar seu produto oferecendo diferenciais pelos quais as pessoas estejam dispostas a pagar.

16 negócios de rápido retorno financeiro

Como já mencionamos, negócios diferentes têm taxas de retorno e tempo de recuperação de investimento diferentes. Por exemplo, quanto maior for a necessidade de investimento inicial, provavelmente mais tempo levará para você recuperar esse dinheiro.

or isso, aquelas ideias que podem ser transformadas em empresa a um custo inicial baixo levam vantagem quando o assunto é obter um retorno financeiro mais rápido.

Negócios para trabalhar em casa

Ideia de negócio que permitam que você trabalhe a partir de casa costumam dar retorno rápido. Isso porque sem precisar gastar com aluguel ou comprar equipamentos, como cozinhas industriais ou computadores, a tendência é que o valor inicial de investimento seja menor.

Algumas opções:

  • Produção de e-books
  • Gerenciamento de redes sociais
  • Marmitas caseiras
  • Bolos caseiros
  • Serviços de manicure e pedicure

Franquias

A estimativa média de retorno inicial de uma franquia é de 12 meses. Porém, franquias mais baratas costumam dar retorno antes desse tempo. É o caso das microfranquias. Elas são rápidas para entrarem em funcionamento e não requerem gastos maiores do que R$ 10 mil.

Consultoria

Por fim, para aqueles que já são especializados em um determinado tema, é possível prestar consultoria a outras empresas que ainda tenham dificuldade em determinados assuntos. Esse é um campo vasto para profissionais liberais e o investimento inicial é praticamente zero.

  • Consultoria contábil e financeira
  • Consultoria administrativa
  • Consultoria de vendas
  • Consultoria de compras
  • Consultoria de elaboração de projetos

…..

Como você pôde perceber, oportunidades de investimento não faltam mesmo para aqueles que buscam retorno rápido. Nesse quesito, levam vantagem aqueles que tem pouco capital para investir, pois não é preciso de muito dinheiro para começar um negócio. Pronto para iniciar a sua nova jornada como empresário?

LEIA MAIS:

Emissão-de-Nota-Fiscal-Eletrônica

Compartilhe: