Tire seu sonho do papel: tudo para começar um negócio do zero

Saiba como se organizar financeiramente para alcançar suas metas e começar um negócio do zero.

comecar-um-negocio

2020 é o ano em que finalmente você realizará o sonho de começar um negócio próprio. Porém, para que o sonho se torne realidade é preciso se organizar para que tudo corra bem.

Ter um propósito em seu negócio, metas de curto, médio e longo prazo e um bom planejamento são condições essenciais para que você possa ter controle sobre a sua empresa. Felizmente, não é tão difícil assim organizar as coisas para que finalmente o seu negócio saia do papel. Estamos aqui para ajudá-lo com essa seleção de dicas.

Ebook: O guia para você tirar o seu sonho do papel

Preencha o formulário e receba esse material exclusivo.

Tenha um propósito

O que te motiva a montar o próprio negócio? A possibilidade de fazer o que gosta ou de ajudar as pessoas com o seu serviço ou produto são algumas das razões pelas quais você pode estar disposto a investir o seu tempo e dinheiro em uma nova jornada. Oportunidades de mercados e possibilidade de obter rendimentos maiores também estão entre eles.

Independentemente das suas motivações, é importante que você saiba quais são elas. Sabemos que muitas vezes o empreendedorismo ocorre por necessidade – e não há problema algum nisso. Porém, ter plena consciência sobre as razões que o levam a acordar cedo nas segundas-feiras para trabalhar ajuda delinear melhor as suas metas.

Crie metas

Quando não sabemos para onde estamos indo, qualquer caminho parece interessante. No caso de uma empresa, caminhar sem rumo não é uma boa ideia. Você precisa ter objetivos claros a serem alcançados em curto, médio e longo prazo. Eles até podem mudar com o passar do tempo, mas é fundamental que você esteja sempre em busca de alguma coisa.

1. Curto prazo

Por curto prazo entendemos aquilo que precisa ser conquistado em no máximo três meses. Ao abrir uma empresa você terá uma meta financeira, um valor mínimo a receber todos os meses para que possa pagar todas as suas despesas. Procurar meios de alcançar o ponto de equilíbrio do negócio pode ser sua primeira meta de curto prazo.

2. Médio prazo

Já por médio prazo podemos compreender um período que vai de três meses a um ano. Aqui falamos de metas a serem alcançadas que demandam mais tempo. Por exemplo, se você está pensando em lançar um aplicativo, pode colocar como meta de médio prazo alcançar um determinado número de usuários cadastrados. Estar muito longe de uma meta de médio prazo é um sinal de alerta para agir e mudar os rumos.

3. Longo prazo

Geralmente negligenciadas pelos empreendedores iniciantes, as metas de longo prazo são aqueles objetivos que parecem inicialmente distantes, mas que podem se tornar realidade com muito trabalho. Se você está abrindo uma loja de bolos pode ter como meta de longo prazo transformar o empreendimento em uma franquia. Isso significa que as suas metas de curto e médio prazo devem sempre contribuir para que você se aproxime de um objetivo maior.

Dicas para você colocar em prática hoje mesmo

Depois de planejar o seu negócio e colocar as suas ideias no papel é hora de arregaçar as mangas e colocar o seu projeto em prática. Nesse primeiro momento, toda economia que você puder fazer é essencial. Quanto mais capital você tiver disponível para investir, melhor. Portanto, deixe supérfluos e luxos para depois.

1. Economize nas contas da casa

Nos primeiros meses de um novo negócio pode ser que o seu faturamento não seja suficiente para manter o padrão de vida que você tinha quando estava empregado. Não se assuste: é normal que isso aconteça, mas é importante que você esteja preparado. Economizar nas contas da casa e nas finanças pessoais é o primeiro passo para se precaver. Se você puder ter uma reserva financeira para os primeiros meses, ainda melhor.

2. Pesquise: aproveite ofertas e promoções

No seu planejamento estarão listados os itens que você precisa para abrir o seu próprio negócio. Monitore os preços e aproveite ofertas e promoções para comprá-los com desconto. Se tiver oportunidade de comprá-los à vista, as chances de conseguir bons descontos aumentam. O importante aqui é resistir aos impulsos e se ater apenas ao necessário.

3. Administre suas dívidas primeiro

Use as suas reservas para quitar dívidas que possam prejudicar as suas finanças. Cheque especial e cartão de crédito, por exemplo, se deixados de lado sem pagamento geram juros enormes que podem consumir suas reservas. Dessa forma, busque primeiro quitar ou renegociar o parcelamento de débitos antes de fazer novos investimentos.

4. Revise suas metas financeiras

Todos nós temos um salário ideal em mente, mas nem sempre é possível alcançá-lo já nos primeiros meses de um novo negócio. O ideal é que você revise suas metas financeiras adotando uma postura conservadora. Gaste menos do que ganha e procure deixar uma margem maior entre receitas e despesas para que eventuais imprevistos não comprometam sua saúde financeira.

5. Busque conhecimento

Não pare de estudar e de se atualizar. O mercado de trabalho atual é bastante dinâmico a ponto de comprometer a vida daqueles que deixam passar as novidades. Faça cursos, vá a palestras, feiras e eventos e estabeleça contato com profissionais do seu setor. Use a internet para consumir conteúdo relacionado ao seu trabalho e se mantenha sempre antenado nas mudanças.

6. Estabeleça parcerias

Ter parceiros de negócio logo cedo nos ajuda a crescer mais rápido. Um bom fornecedor pode apresentá-lo para outros clientes ou pode oferecer condições especiais de pagamento para quem está começando. Converse com os comerciantes da sua região e veja se não há alguma associação que reúna empresários para otimizar esforços de marketing. Faça parcerias em que todos saiam ganhando e amplie as suas possibilidades de negócio.

Agora é só começar

É hora de olhar para o seu check-list: se você está organizado e o planejamento está montado, então chegou a hora de começar a empreender. Você está no início de um caminho que trará muitas surpresas e que poderá mudar a sua vida. Será um aprendizado e tanto, portanto aproveite bem a nova jornada e bons negócios!

LEIA MAIS:

Emissão-de-Nota-Fiscal-Eletrônica

 

Compartilhe: